sl benfica cabeçalho 1

Estes últimos dias foram controversos e complicados de digerir. Num apanhado ao que aconteceu, intensificou-se o mau ambiente entre claques, as relações entre Sporting e Benfica ficaram piores do que já estavam, Bruno de Carvalho voltou a deitar gasolina para a fogueira e, para piorar tudo, uma pessoa, que nem era de cá, morreu no meio desta confusão.

Nesta altura o futebol português volta a atravessar uma fase muito negra, acentuada pela morte de um adepto da Fiorentina que foi atropelado junto ao Estádio da Luz, numa noite onde se diz que as claques de ambos os clubes tinham combinado encontrarem-se para um ajuste de contas à antiga.

Até ver sabe-se que tal confronto não chegou acontecer e que o responsável pelo atropelamento se entregou passadas poucas horas à Polícia Judiciária. Este é o panorama da situação, mas não é tudo.

O presidente do Sporting fez um convite na sexta-feira, um dia antes do clássico, a Luís Filipe Vieira para que este fosse assistir ao jogo no camarote presidencial do estádio de Alvalade numa tentativa de serenar os ânimos entre os dois clubes e, quiçá, reatar relações. Porém, o convite não ficou por aqui. No mesmo, Bruno de Carvalho diz que a morte de Marco Ficini é da inteira responsabilidade do Benfica e que Luís Filipe Vieira devia ter “vergonha” de esconder os cobardes que praticaram este crime.

Anúncio Publicitário

Antes de irmos ao comportamento de Vieira depois destas declarações, vamos analisar um pouco o que foi dito e o que se passou. É facto consumado, incorrigível e inegável que morreu uma pessoa perto do Estádio da Luz. Também é do domínio público que essa pessoa estava a passar pelo estádio a horas que não ocorrem a ninguém, mas isso pouco importa, e que o autor do crime se entregou.

Será que por ter sido perto da Luz é possível saltar logo para a conclusão de que foi um benfiquista? Se existia um confronto entre as claques dos dois clubes, o que é que ele estava lá a fazer? Ele morreu porque o condutor assim fez para que tal acontecesse ou porque no meio da azáfama inicial o condutor quis sair dali para não sofrer danos e acabou por cometer uma desgraça?

Luís Filipe Vieira é o líder do Sport Lisboa e Benfica Fonte: SL Benfica
Luís Filipe Vieira é o líder do Sport Lisboa e Benfica
Fonte: SL Benfica

Não me quero estender nem fazer de advogado de alguma das partes, até porque não é esse o meu papel; apenas acho que devemos olhar para tudo e pensar nas coisas antes de acusarmos, sem fundamentos e sem informação completa e o conhecimento dos factos, alguém ou uma entidade de alguma coisa.

Voltando à vaca fria. Como é que Vieira respondeu a estas acusações e se comportou perante elas ? Não da melhor maneira, sejamos honestos. Esteve melhor do que BdC, mas isso não é difícil nem este deve ser uma referência. Acusou Bruno de Carvalho de ser um demagogo sem papas na língua, disse que ele devia ter vergonha de dizer barbaridades deste estilo e comparou-o a Vale e Azevedo. Até ver Vale e Azevedo e Bruno de Carvalho só são parecidos, um pouco, na forma de agir. Até que Bruno esteja envolvido em esquemas de lavagem de dinheiro, fraude e um sério problema capilar que o pode levar a considerar pôr transplantes made in “barba de duas semanas de Jefferson” na cabeça, eles ainda estão longe de ser o espelho um do outro.

Basicamente, Vieira esteve bem, mas quase se deixou levar pelo comportamento de Bruno ao ter dito o que disse. Foi um deslize. Até então, Luís Filipe Vieira tem-se sabido comportar perante este tipo de situações. Ele é o responsável pelo regresso do Benfica aos títulos e pelas tomadas de decisão mais importantes dentro do clube, e disso não há um benfiquista que se possa queixar com grande enfâse. Desta vez foi menos bem, mas para a próxima já não deverá ser igual.

Foto de Capa: SL Benfica