A 29 de setembro de 2020, Nicolás Otamendi foi apresentado como reforço do SL Benfica, para as próximas três épocas. Depois da eliminação da UEFA Champions League, frente ao PAOK FC, os encarnados viram-se obrigados a vender Rúben Dias. O clube inglês pagou 68 milhões de euros pelo jovem defesa central e, em troca, a equipa encarnada pagou 15 milhões pelo experiente Otamendi.

Esta decisão não agradou aos adeptos benfiquistas. De um lado estava Rúben, que para além de ser o patrão da defesa encarnada, era um dos “meninos” da formação e um apaixonado pelo clube. Do outro lado estava Nicolás Otamendi, um jogador de 32 anos, que já não era opção para a equipa de Pep Guardiola, e que tinha representado o FC Porto há apenas seis épocas. Começavam, então, as críticas dos adeptos.

Apesar das opiniões dos adeptos em relação à contratação do argentino não serem favoráveis, na apresentação, o jogador prometeu dar tudo em campo e “defender o Benfica até à morte”. Foi a partir daí que foi posto à prova.

No fim-de-semana a seguir à contratação, o defesa central estreou-se pela equipa encarnada, ao lado de Jardel, mas as coisas não correram bem. Cometeu uma grande penalidade e foi o principal culpado do segundo golo do SC Farense, depois de se ter desequilibrado e, consequentemente, ter perdido a bola.

Anúncio Publicitário

Mas as más exibições não ficavam por aqui. No jogo contra o Rangers FC, a contar para a fase de grupos da UEFA Europa League, viu um cartão vermelho direto aos 19 minutos de jogo, depois de derrubar um jogador que seguia isolado para a baliza. A equipa encarnada ficava, mais uma vez, comprometida.

Dias depois, novo erro contra o SC Braga. Uma falha de comunicação entre o defesa e Vlachodimos originou o terceiro golo da equipa minhota. No jogo seguinte, contra o CS Marítimo, o argentino voltou a ficar mal na fotografia. Os maritimistas inauguraram o marcador depois de um mau atraso de bola por parte do argentino para o guardião das “águias”.

O início de Otamendi pelo SL Benfica foi tudo menos um mar de rosas
O início da história de Otamendi de águia ao peito foi conturbado
Fonte: Diogo Cardoso / Bola na Rede

Contudo, mesmo com estes erros, Jorge Jesus afirmou que mantinha a confiança no jogador e continuou a “entregar-lhe” a braçadeira de capitãobraçadeira essa que tinha envergado pela primeira vez na segunda parte do jogo frente ao KKS Lech Poznan, a contar para a UEFA Europa League, após a substituição de Pizzi, ao intervalo. Esta foi mais uma decisão contestada pelos adeptos do SL Benfica. Para muitos, não era aceitável que um jogador que tinha acabado de chegar e que tinha representado o maior rival pudesse ser capitão.

No entanto, o cenário mudou. Com o passar dos jogos, o defesa central, que fazia dupla com o belga, Vertonghen, começou a conquistar os benfiquistas. As performances que tinha nos jogos convenciam cada vez mais os adeptos. O argentino começou a dar o “corpo às balas” e a defender a equipa, como tinha prometido.

As boas exibições do jogador já lhe valeram o prémio de “homem do jogo” mais do que uma vez. No jogo da 13ª jornada, frente a CD Tondela, a prestação exímia no processo defensivo da equipa encarnada valeu-lhe a atribuição do prémio. Cinco jornadas depois, frente ao FC Famalicão, o argentino protagonizou o que pode ser considerado o seu melhor jogo pelo SL Benfica.

Decorridos apenas sete minutos de jogo, marcou o segundo golo da equipa, com um remate forte, dentro da área, o seu primeiro ao serviço do SL Benfica. Para além do golo, é preciso destacar a eficácia defensiva do jogador nesse jogo: uma interceção, dois desarmes, um corte e uma percentagem notável de acerto no passe – 91%.

Nos últimos jogos, tem feito dupla com o recém chegado Lucas Veríssimo. Quando muitos esperavam que as boas exibições pudessem desaparecer, eis que esta dupla prova o contrário. Quem vê os jogos das “águias” testemunha que estes dois jogadores são peças imprescindíveis para a equipa, quer a nível defensivo, quer a nível ofensivo. O SL Benfica venceu os últimos quatro jogos, sendo que nestes encontros não sofreu nenhum golo.

Atualmente, pode dizer-se que muitos adeptos mudaram a opinião que tinham em relação a Otamendi. A sua evolução é notável. O jogador já provou que está no SL Benfica de corpo e alma, esperando-se que o defesa central continue a somar exibições sólidas, consolidando a sua posição como o novo patrão da defesa encarnada.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome