Foi, sem dúvida, um dos jogos mais aguardados das últimas semanas. Depois do deslize do nosso rival direto frente ao Belenenses, deslize esse que nos permitiu alcançar a liderança de um campeonato dado por muitos como perdido, o sonho de conquistar o penta não demorou a instalar-se no coração de todos os benfiquistas.

O nosso presidente pediu para termos os “pés na terra” pois nada estava ainda ganho, mas a vontade de fazermos história mais uma vez fez-nos pensar que, ganhando ao FC Porto, o penta estava quase garantido. Por esta razão é que estava tudo em jogo neste clássico na luz: a liderança e, quiçá, o próprio campeonato.

Mas, num jogo estatisticamente bem disputado pelas duas equipas, saímos a perder e o sonho de conquistarmos o inédito pentacampeonato ficou ainda mais difícil de alcançar. E agora, Benfica?

A verdade é que, apesar do sonho de acabarmos com a 37ª na mão ser bastante difícil de atingir devido ao número reduzido de jogos que faltam, não significa, contudo, que seja um sonho impossível. São quatro as jornadas que faltam para o fim deste escaldante campeonato e tudo pode acontecer. Analisando os próximos adversários de ambas as equipas, muitos são os cenários possíveis.

Apesar de complicado, o “penta” ainda não foi posto de lado
Fonte: SL Benfica
Anúncio Publicitário

Apesar de o FC Porto ter um calendário mais acessível do que o SL Benfica, nada garante que os azuis e brancos não vacilem neste sprint final, quer seja frente ao Vitória FC ou ao Marítimo, quer seja frente ao CD Feirense ou ao Vitória SC. É certo que, feitas as contas, apenas uma derrota do FC Porto (ou mais que um empate) fará o SL Benfica voltar à liderança do campeonato.

Não estando, portanto, dependentes de nós próprios para sermos felizes no fim, resta-nos apenas uma tarefa pela frente: ganhar os quatro jogos que nos faltam, incluindo o jogo da penúltima jornada frente ao Sporting CP, e esperar que os nossos rivais escorreguem como aconteceu no Restelo. Estamos, portanto, obrigados a vencer o dérbi em Alvalade frente a um Sporting que espera ainda alcançar um segundo lugar e fugir da pressão do SC Braga.

Escusado será dizer que sair com uma derrota deste dérbi decisivo para as contas finais do campeonato é dizer um adeus definitivo ao 37 e implica também esperar um considerável período de tempo por outra oportunidade de ganharmos um pentacampeonato na nossa história.

Uma coisa é certa: com o SL Benfica nunca é fácil e sofrer até ao último segundo faz parte do muito particular ADN de todos os benfiquistas. Apesar de termos sido atropelados por esta gigante onda de desilusão (ou pelo golo do Herrera aos 90 minutos vá), faz parte da alma de um adepto do Benfica acreditar que, no fim, sairemos felizes, levando a taça do 37 debaixo do braço.

Foto de Capa: SL Benfica

Artigo revisto por: Beatriz Silva

Comentários

Artigo anteriorA Austrália e os outros!
Próximo artigoEstrelas da formação: Afonso Sousa
“Louca da cabeça” pelo SL Benfica e com um olho sempre atento ao Real Madrid, a Vanda vibra com o mundo do futebol desde pequenina. Jogou futsal até aos 17 anos, tendo trocado a bola pela paixão pelas letras. Atualmente joga no campo da linguística onde é bastante feliz.                                                                                                                                                 A Vanda escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.