Correu tudo mal. Todos são responsáveis. Vós, pelo jogo que fizeram. Nós, por acreditarmos que este era o melhor SL Benfica e que se estava a escrever direito por linhas tortas para chegar à glória. Teoricamente, ainda é possível no Campeonato, mas não na Taça de Portugal, como é evidente.

Naturalmente, é difícil falar neste momento, muito menos aceitar a revolta do facto de o Jamor ter estado tão perto e ter ficado tão longe num abrir e fechar de olhos. Olhos foi precisamente aquilo que faltou a Bruno Lage na noite de ontem, por inúmeras razões. Svilar foi lançado às feras num jogo de alto risco, e a sua atuação foi o que foi; Jardel e Fejsa também não estiveram bem, principalmente se se tiver em conta o excelente momento de forma que atravessam Ferro e Samaris. Como se isso não bastasse, ainda se perdeu Gabriel.

Faltou ter olhos para construir um sentido para o jogo. A equipa entrou desconcentrada e sem capacidade de transição ofensiva. Apesar da curta vantagem, deixou-se superiorizar pela pressão alta do Sporting, que só precisava de um golo para ser feliz. Tanto que foi o que aconteceu!

Em Alvalade, os leões defenderam a sua identidade e a mais não foram obrigados. Depois, houve o golo de Bruno Fernandes, o homem do costume, que carrega a equipa às costas como ninguém. Que grande temporada está a fazer!

Factos à parte, as águias não aproveitaram o resultado que traziam da Luz e a postura em campo não mostrou que quisessem lutar por um lugar na final da Prova Rainha. Outros pensamentos, como os 120 milhões que vale João Félix ou o foco no campeonato, apoderaram-se da equipa e impediram-na de dar um passo à frente. Não quero com isto dizer que Félix seja o responsável por tudo isto, mas a quebra de rendimento é notória e a fasquia em seu redor é tão alta que é difícil descer à realidade. Parece que Félix é a justificação para tudo o que acontece ao Benfica, mas não é. Chega de particularizar jogadores, a responsabilidade é de todos, mesmo todos, Bruno Lage incluído!

A equipa entrou desconcentrada e não soube aproveitar a vantagem que trazia da Luz
Fonte: SL Benfica

Agora, o foco tem de estar no campeonato e na Liga Europa, mas isso não é motivo para descredibilizar a Taça e, muito menos, deixar-se ultrapassar desta forma. Uma coisa é certa: ganhou a melhor equipa, mas esperava-se mais do Benfica.

Os últimos jogos têm mostrado uma falta de atitude e de garra, que só é possível por um ou mesmo dois motivos: a exigência da segunda volta e a postura da equipa. Se o objetivo é a Reconquista, o Benfica tem de acordar e mostrar uma postura diferente.

Quanto à Liga Europa pede-se o mesmo. O adversário é exigente e não se esperam facilidades. Ao contrário da Taça, peço que a Europa não seja desvalorizada. É o mínimo que se pode exigir.

Com isto dito, é urgente uma atitude que leve à glória de vencer a competição mais importante do país, disputar a Liga Europa taco a taco com o Eintracht e, sobretudo, sonhar e fazer por um resultado favorável.

Espero que o deslize de ontem tenha sido só isso: um deslize!

Saudações Benfiquistas!

Texto revisto por: Mariana Coelho

Foto de Capa: SL Benfica

Comentários