Na 20ª jornada da Liga Revelação, as bancadas do SU Sintrense, casa emprestada do Estoril Praia, encheram num jogo em que a equipa da casa recebeu e venceu o SL Benfica por 3-0. Pedro Matos saiu do banco aos 60′ para ser a figura do jogo com um golo e uma assistência numa segunda parte de grande nível dos estorilistas.

Num início de partida morno foram os benfiquistas quem começou com mais bola. O futebol apoiado juntamente com a fantasia dos jogadores mais avançados da equipa liderada por João Nuno Fonseca criaram grandes dificuldades à equipa canarinha que se remetia ao último terço do terreno.

Apesar deste domínio encarnado, quem dispôs da primeira grande oportunidade foi a equipa da linha, que, ao minuto nove, numa transição rápida, e depois de um corte defeituoso do central encarnado Pedro Ganchas, deixou Lionnel Negou isolado na cara de Leo Kokubo. O ’14’ dos estorilistas não conseguiu tirar proveito da ocasião e desperdiçou assim uma grande oportunidade de inaugurar o marcador.

À passagem do minuto 27, ocorre a jogada mais perigosa de toda a primeira parte, quando após uma grande combinação entre Ronaldo Camará e Paulo Bernardo, o número oito dos encarnados, já dentro da pequena área, tentou o chapéu a Sandro Cabral, obrigando Bernardo Vital a um excelente corte em cima da linha de golo. Na sequência do lance, Ronaldo Camará sofre uma falta à entrada da grande área. Na cobrança do livre, Sandro Cabral com uma saída em falso acaba por não segurar a bola que sobra para Jair Tavares. O extremo das águias rematou com perigo, mas Sandro Cabral respondeu à altura com uma grande defesa.

Anúncio Publicitário

A equipa da casa estava cada vez mais recuada e quem beneficiava disso era o SL Benfica. Aos 32′, Luís Lopes recebe um passe longo e com um pequeno toque isolou Gerson Sousa, que na cara do guarda redes permitiu mais uma defesa a Sandro Cabral.

As duas equipas recolheram aos balneários depois de uma primeira parte dominada pelos encarnados, mas sem conseguirem materializar as oportunidades criadas em golos.

Nos segundos 45 minutos a equipa da linha de Cascais festejou por três vezes.
Fonte: Estoril Praia

O segundo tempo começou de forma semelhante ao primeiro, com uma oportunidade para a equipa da casa depois de um excelente cruzamento de Pedro Albino que encontrou Afonso Valente na área, no entanto o médio do Estoril cabeceou muito por cima da baliza encarnada.

O aviso estava feito e ao contrário do que aconteceu na primeira parte, nos segundos 45 minutos a equipa liderada por Pedro Duarte entrou com outra vontade. Não satisfeito com o que via, Pedro Duarte fez algumas alterações na segunda parte. Pedro Matos, um dos jogadores lançados pelo técnico, demorou apenas cinco minutos a justificar a aposta, quando depois de um excelente trabalho de Francisco Oliveira na ala direita rematou para o fundo das redes encarnadas.

O estrago estava feito e os encarnados tinham agora de ir atrás do prejuízo. Jair Tavares foi a cara dessa resposta, quando ao minuto 71, depois de um grande trabalho, rematou com perigo à malha lateral.

Balanceada para a frente em busca do empate, a equipa da Luz acabou por ser surpreendida aos 78 minutos numa transição rápida comandada por Pedro Empis, que, depois de um excelente cruzamento, encontrou João Oliveira dentro da área, ampliando a vantagem para 2-0.

Os encarnados não baixaram os braços, mas quem chegou ao golo foi o Estoril. Mais uma vez, veio do banco o autor do golo dos estorilistas, desta feita João Cardoso – entrado aos 84′-, que respondeu da melhor forma a um livre cobrado por Pedro Matos e já dentro de área cabeceou para o 3-0.

Com esta derrota o SL Benfica mantém o segundo posto, mas vê o Rio Ave aproximar-se. Já o Estoril sobe ao quarto lugar por troca com o SC Braga.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

Estoril-Praia SAD: Sandro Cabral, Bernardo Vital, Helerson (Bernardo Morgado 45′), Klishmahn (João Cardoso 84′) , Afonso Valente (Mascarenhas 76′) , Francisco Oliveira, Lionnel Negou (Pedro Matos 60′), Pedro Empis, Pedro Albino, João Oliveira (Gabriel Castro 84′), Vasco Martins.

SL Benfica: Leo Kokubo, Fábio Batista (Gonçalo Loureiro 70′) , Miguel Nóbrega, Pedro Ganchas, Ricardo Araújo (Rafael Rodrigues 57′), Tomás Azevedo (Luís Montenegro 70′), Gerson Sousa (Tiago Araújo 57′) , Paulo Bernardo, Luís Lopes, Ronaldo Camará, Jair Tavares (Vasco Paciência 78′).