Anúncio Publicitário

O Benfica está fora da Liga dos Campeões e não foi preciso este jogo para chegar a esta conclusão. Antes do começo da partida, a vitória do Ajax sobre o AEK por 2-0 resolveu as contas do grupo e atirou os encarnados para a Liga Europa e as equipas que melhor prestação fizeram nesta fase para onde realmente merecem estar: nas eliminatórias!

Quanto ao jogo, os alemães fizeram jus ao estatuto de favoritos e não fizeram por menos! Perante um Benfica sem atitude, ideias e criatividade, foram para o intervalo a vencer por 3-0, com uma exibição excecional de toda a estrutura. Robben bisou e Lewandowski marcou o primeiro de dois golos na conta pessoal. Os encarnados pouco ou nada fizeram no primeiro tempo e entregaram uma prestação deplorável e sem qualidade de estar a pisar um palco europeu como a Allianz Arena.

Anúncio Publicitário

A segunda parte deu continuidade ao que se tinha verificado nos primeiros 45 minutos. Rui Vitória trocou Pizzi por Gedson ao intervalo e o miúdo ainda fez balançar as redes de Neuer, mas o momento de glória e brilho benfiquista começou e terminou nesse preciso instante. O Bayern dominou e ainda marcou mais dois golos, com Lewadowski a completar o bis e Ribéry a sentenciar o resultado final.

A dupla Robben-Ribéry esteve imparável e foi responsável por três dos cinco golos da noite
Fonte: UEFA Champions League

O final da partida foi claro! Apesar do grupo estar resolvido antes do apito inicial, a goleada do Bayern serviu para clarificar o mau momento dos encarnados, que foram completamente humilhados. O golo de Gedson foi um ponto positivo, mas tudo o resto que foi apresentado não se aceita. De quem é a culpa? Principalmente de Rui Vitória, mas toda a equipa tem uma palavra a dizer e culpas no cartório nesta pobre e terrível exibição.

Esta noite provou-se que esta situação não pode continuar por muito mais tempo. Rui Vitória não é treinador para o Benfica, a equipa está completamente perdida e sem rumo. Este desfecho não é surpresa nenhuma e apenas é o culminar de todos os protestos, más exibições e um fraco estilo de jogo. Resta a Liga Europa e a esperança que este momento mude! E isto é urgente, muito urgente!

Onzes Iniciais

FC Bayern Munique: Neuer; Rafinha, Boateng, Sule e Alaba; Kimmich, Goretzka e Muller (Jeong, 81’); Robben (Renato Sanches, 72’), Ribéry (Wagner, 77’) e Lewandowski

SL Benfica: Vlachodimos; André Almeida, Rúben Dias, Conti e Grimaldo; Fejsa (Alfa Semedo, 76’), Gabriel e Pizzi (Gedson Fernandes, 46’); Rafa, Cervi e Jonas (Seferovic, 59’)

Anúncio Publicitário