Primeira Liga, jornada 3: sábado, 18h, 21 de agosto de 2021

ANTEVISÃO: ENCARNADOS À PROCURA DA SEXTA NO MINHO

É na ressaca da difícil vitória europeia que o SL Benfica se dirige ao Minho para encontro igualmente complicado: à sua espera estará um competentíssimo Gil Vicente FC dirigido por Ricardo Soares, equipa perigosa e que vem de uma vitória em Portimão pela margem mínima (0-1), conseguida em condições dificílimas pelo calor que se fez sentir no Algarve no último fim-de-semana. Um triunfo que os coloca no topo da tabela classificativa, com seis pontos em dois jogos.

JOGO ENTRE EQUIPAS INVICTAS E QUE PODE TER GOLOS E MUITA EMOÇÃO! FAZ AS TUAS ESCOLHAS E APOSTA JÁ NA BET.PT!

Com o clima mais ameno, apesar de igualmente solarengo, gilistas e encarnados encontrar-se-ão, este sábado, em Barcelos, no reencontro das duas equipas depois do 1-2 da segunda volta de 2020/21 – resultado que comprometeu a recuperação benfiquista na tentativa gorada de reentrar nas contas do título.

Foi este Gil de Ricardo Soares a dar a última estocada naquele SL Benfica, com Lourency e Léautey a assumirem-se como homens do jogo: o brasileiro deverá repetir a titularidade amanhã, enquanto que o francês está ainda a recuperar de uma intervenção cirúrgica.

Anúncio Publicitário

É diferente em algumas coisas, [o SL Benfica 2020/21 do atual] não é na sua totalidade. Por exemplo, o SL Benfica está extremamente forte. Mas, quando fomos à Luz no ano passado, o SL Benfica estava extremamente forte. (…) O que é que difere esta equipa da do ano passado? É uma equipa mais forte no ganho de bola – hoje, SL o Benfica aproveita muito bem esse momento para ferir o adversário e é extremamente eficaz nesse momento. Quanto ao resto – em ataque apoiado, na transição defensiva, nas bolas paradas – penso que já o era no passado.”

Contextualizou Ricardo Soares na antevisão da partida, numa oportunidade que aproveitou para elogiar o seu colega de profissão. “ [O SL Benfica] Tem um excelentíssimo treinador, que eu aprecio especialmente. Foi e é um dos treinadores que me fez refletir e ser melhor treinador. Aprecio particularmente o trabalho de Jorge Jesus”.

Admiração que não passou ao lado do técnico benfiquista, que reconheceu as parecenças dos dois sistemas: Jesus comparou o futebol de minhotos e lisboetas, aproximando as equipas nas dinâmicas e posicionamentos de maneira sui generis. “Vejo coisas ali que eu digo assim: ‘Espera aí, já vi isto em algum lado’. Mas isso faz parte, temos sempre alguém que nos inspira quando estamos a começar a carreira de treinador.” E, irrepreensivelmente, devolveu os rasgados elogios de Ricardo Soares. “É um jovem técnico que está a mostrar muita qualidade”.

Jorge Jesus manifestou também agrado pela exibição de Morato frente ao PSV, deixando antever continuação do jovem brasileiro na titularidade, desta vez ao lado de Lucas Veríssimo – Otamendi, titular em todos os encontros até agora, deverá ficar a recuperar para o encontro decisivo na Holanda, o que, a juntar à lesão de Vertonghen, provocará a mudança para o 4-4-2, promovendo igualmente alguma rotação no plantel.

O árbitro indicado para o encontro será Nuno Almeida, coadjuvado por André Campos e Pedro Felisberto nas laterais, Marcos Brazão enquanto quarto árbitro e António Nobre e Pedro Martins no VAR. O Municipal de Barcelos deverá encher consoante a lotação permitida, dado que os bilhetes esgotaram na manhã desta sexta-feira: estão previstos 4000 adeptos, 600 deles vindos de Lisboa no apoio às águias.

 

10 DADOS RÁPIDOS

  1. 45 embates entre as duas equipas: cinco vitórias dos gilistas, sete empates e 33 vitórias encarnadas;
  2. Em Barcelos, 21 jogosduas vitórias do Gil Vicente FC (1994-95 e 2000-01), 14 triunfos do SL Benfica e cinco empates;
  3. Maior vitória do Gil Vicente FC contra os lisboetas foi a de 2000-01: 3-0, obra de uma equipa comandada por Luís Campos, diretor-geral do Lille até dezembro último;
  4. Do outro lado, a maior vitória em Barcelos aconteceu no último ano da primeira passagem de Jorge Jesus pelo SL Benfica: 5-0, em 2014-15;
  5. Nesse jogo faturou Lima, o melhor marcador de sempre neste confronto, com sete golos em sete jogos;
  6. Quanto ao registo de Jorge Jesus versus gilistas, números positivos: num longo caminho de 22 jogos, que se iniciou em 1995-96 (empate a dois ao comando do FC Felgueiras), 12 vitórias, quatro empates e seis derrotas;
  7. Do lado contrário, Ricardo Soares quer aproveitar o balanço da vitória na Luz na temporada passada, a única frente ao SL Benfica na sua carreira: além dela, contam-se três derrotas e dois empates, num registo iniciado em 2016-17 ao comando do GD Chaves (derrota por 3-1);
  8. Opondo os técnicos, Jesus leva vantagem: quatro vitórias contra o tal 1-2 de há uns meses, na Luz – registo desequilibrado que se acentua na diferença de golos (11-3);
  9. Nuno Almeida não apita os encarnados desde a jornada 21 da temporada anterior (2-0 vs Rio Ave), e os gilistas desde a jornada 26 (derrota por 1-2 vs Moreirense);

10. É mais um reencontro entre Gil Vicente FC e João de Deus, treinador principal da equipa minhota em 2013-14, na qual conseguiu a manutenção com um 13º lugar.

 

JOGADORES A TER EM CONTA

Samuel Lino é a principal ameaça às redes do SL Benfica
Samuel Lino é a principal ameaça às redes do SL Benfica.
Fonte: Carlos Silva/ Bola na Rede

Samuel Lino (Gil Vicente FC) – O vertiginoso extremo brasileiro é uma das figuras deste começo de época dos gilistas, com dois golos em duas jornadas de Primeira Liga.

Partindo da esquerda, explora todo o seu manancial técnico em todas as circunstâncias, sentindo-se à vontade com ou sem espaço – é com esta versatilidade que se associa eficazmente com Fujimoto, Lourency ou Fran Navarro, provocando combinações de elevado nível e dotando o futebol do Gil Vicente FC de uma nota artística singular.

Com 11 golos marcados em 2020/21, esperam-se números superlativos de Samuel Lino em 2021/22, numa época de total afirmação em contexto nacional. Tem apenas 21 anos.

 

Gonçalo Ramos reclama por mais oportunidades na equipa principal do SL Benfica.
Gonçalo Ramos deverá ser titular do SL Benfica hoje.
Fonte: Diogo Cardoso/ Bola na Rede

Gonçalo Ramos (SL Benfica) – Com confiança redobrada neste início de temporada, só aparada pela chegada de Yaremchuk, Gonçalo Ramos assume-se no seio da equipa como primeira alternativa na frente de ataque.

Deverá ter nova oportunidade de início em Barcelos, permitindo o descanso do internacional ucraniano, para oferecer o que de melhor o seu jogo tem: disponibilidade física, coragem e atrevimento, que exponenciam a sua relação com o golo – interessará ao SL Benfica resolver cedo um jogo que se prevê trabalhoso, cabendo a Gonçalo boa porção dessa responsabilidade no acerto da finalização.

 

XI´S PROVÁVEIS

Gil Vicente FC: Kritciuk; Zé Carlos, Lucas Cunha, Rúben Fernandes e Talocha; Vítor Carvalho, Pedrinho; Bilel, Fujimoto e Samuel Lino; Fran Navarro.

Treinador: Ricardo Soares

Se é o momento para defrontar o SL Benfica? Para mim, enquanto treinador, todos os momentos são importantes quando se defrontam equipas desta dimensão: são estes jogos que nos fazem crescer, refletir e que nos preparam para um futuro ainda mais de sucesso”.

 

SL Benfica: Odysseas; Gilberto, Veríssimo, Morato e Gil Dias; Meité, Adel Taarabt; Everton, Pizzi e Waldschmidt; Gonçalo Ramos.

Treinador: Jorge Jesus

O grau de dificuldade em Barcelos foi sempre muito difícil. O Gil Vicente FC tem uma equipa que começou muito bem. Está na frente como o SL Benfica no campeonato português, que é muito competitivo”.

PREVISÃO DE RESULTADO: GIL VICENTE FC 1-2 SL BENFICA

Artigo revisto por Gonçalo Tristão Santos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome