Haris Seferovic vive, por estes dias, tempos de felicidade, ou, pelo menos, tem alcançado tudo aquilo que um avançado deseja: marcar golos, e muitos. Nos últimos quatro jogos pelo SL Benfica marcou seis golos e fez ainda uma assistência.

O momento de forma do suíço tem sido uma grande vantagem para os encarnados que, com a vitória frente ao SC Braga, ascenderam à terceira posição, lugar da Primeira Liga que garante acesso às eliminatórias da Liga dos Campeões na próxima temporada. Seferovic anotou um golo e uma assistência nesta partida, tendo sido um dos melhores em campo.

O crescimento de Seferovic tem relação direta com o crescimento do jogo e, consequentemente, com a melhoria dos resultados do SL Benfica. Um dos grandes problemas do internacional helvético é a sua a dificuldade em ter boas exibições consistentemente, mas verdade seja dita, quando o avançado engrena, torna-se um jogador com bastante qualidade.

Não há uma fórmula mágica ou uma explicação científica, mas a verdade é que Seferovic é um daqueles casos que renasce das cinzas quando menos se espera. Tomando a temporada passada como exemplo, Seferovic marcou nove golos em 45 jogos. Pois bem, esta temporada já leva o dobro dos golos e disputou menos oito partidas. De destacar que esta temporada Haris saiu, por muitas vezes, do banco de suplentes e isso não afetou os seus números.

Anúncio Publicitário

A carreira de Seferovic na Luz tem tido altos e baixos e esta temporada está a assemelhar-se com a temporada 2018/19, época em que Seferovic foi o melhor marcador da Primeira Liga com 23 golos. A dez jornadas do fim, o “canivete suíço” apresenta 14 golos quando ainda faltam disputar dez jogos, estando apenas a um golo do topo da lista de melhores marcadores liderado por Pedro Gonçalves, do Sporting CP.

Seferovic desbloqueou o jogo para o SL Benfica
Seferovic continua de pé quente, ao somar seis golos nos últimos quatro jogos
Carlos Silva/ Bola na Rede

Como uma fénix, Seferovic renasce das cinzas e faz notar a sua presença quando mais é preciso, quase como um “semideus”. Um comum mortal com a divindade de colocar o esférico no fundo das redes adversárias. Não é sobredotado tecnicamente, não tem um remate incrível, não é um finalizador nato, mas é o suficiente para resolver quando é preciso.

Um avançado vive para marcar golos e quando isso não acontece, acaba por desmoralizar e as suas exibições tendem a piorar. Com uma relação amor/ódio com os adeptos encarnados, Seferovic é, por agora, um dos jogadores mais estimados pelos benfiquistas. Talvez o facto de ser pai o tenha moralizado, talvez o treinador esteja a conseguir extrair o melhor do jogador, talvez nada disto esteja relacionado com o desempenho do ponta de lança helvético, mas uma coisa é certa: o SL Benfica precisa mais disto.

Esta está a ser uma época desastrosa para as “águias”: a Primeira Liga está praticamente inalcançável, perderam a Supertaça, ficaram-se pelas “meias” da Taça da Liga, não conseguiram o acesso à Liga dos Campeões, caíram nos 16 avos de final da Liga Europa e, neste momento, resta apenas a final da Taça de Portugal, que é o único troféu com que os adeptos podem sonhar. Isto tudo numa temporada em que tanto se investiu.

Assim, faltam dez finais na Primeira Liga e o SL Benfica depende apenas de si para alcançar a segunda posição, onde se encontra o FC Porto e para levar de vencido o SC Braga na Taça de Portugal. Para isto, a equipa encarnada tem de continuar a subir de rendimento e continuar a vencer. Claro que só se vence com golos e para isso conta-se com Seferovic para continuar a fazer balançar as redes das equipas adversárias.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome