Já se celebrou o que parecia impossível. Já se concretizou o milagre do trigésimo sétimo título de campeão nacional. Já se teceram loas a quem de direito, aos vários craques que foram brilhando pelos relvados e principalmente ao treinador Bruno Lage e à sua capacidade de liderança do balneário.

Este título é sem qualquer dúvida uma deliciosa conclusão da época mas também deverá ser uma valiosa lição.

Lição para todos aqueles que no Verão de 2018 planearam uma época com um desfecho totalmente distinto. Uma época onde não passaríamos na Turquia, uma época onde chegaríamos a Vila do Conde a lutar pelo principal lugar de acesso à próxima Liga Europa.
Na sombra do sucesso de Bruno Lage foram vários os erros que o tornaram um milagre impossível de acreditar.

O SL Benfica foi campeão apesar de. E é este “apesar de” que deve também ser exaltado neste momento de conclusão da actual e lançamento da próxima temporada.

A direcção do SL Benfica falhou essencialmente em três momentos:

– Manutenção da equipa técnica
– Reforço do plantel
– Timing da Chicotada Psicológica

O Rui Vitória sempre foi um treinador incompreendido no interior do Sport Lisboa e Benfica, SAD. Nunca souberam quais eram as suas qualidades, as suas limitações nem sequer as suas competências. Era bom porque a equipa vencia e este alinhava no discurso e política do clube. Deixou de o ser quando começou a deixar de ganhar. A altura ideal da sua saída seria em Junho de 2016. No Verão de 2017 já não deveria haver dúvidas quanto à necessidade de uma nova equipa técnica. Em Junho de 2018 este já só se mantinha à frente do futebol encarnado por total inércia da comunicação desenvolvida à sua volta. E assim foi-se mantendo até a equipa se arrastar completamente em campo e a acumulação de resultados negativamente esmagadores ser completamente inaceitável.

Contudo a má opção pela manutenção do treinador poderia ter sido em parte colmatada pelo reforço em força do plantel. O que fomos vendo ao longo dos anos foi um enfraquecimento deste, foi um plantel cada vez menos capaz de sobressair ao trabalho da equipa técnica que o liderava. Chegados ao mercado de Verão de 2018, a equipa técnica clamava por reforços de peso para a baliza, lateral direita, centro da defesa, meio-campo defensivo, meio-campo criativo e centro do ataque. O que lhe foi dada? O reforço na baliza, laterais incapazes de se afirmarem imediatamente na equipa, centrais e médio defensivo sem qualidade, um médio que o treinador não sabia utilizar, um avançado sem qualidade para o clube e outro totalmente incompreendido por aqueles que o treinavam.

Portanto uma época desenhada para o descalabro. E quando a direcção poderia emendar a mão apareceram as luzes a prolongar o sofrimento de todo um plantel, de toda uma nação de vermelho e branco. A equipa técnica foi-se arrastando pelo clube justificando todos os dias ser despedida. Acabou por o ser quando já a época tinha sido dada como perdida. Fora da Liga dos Campeões e a sete pontos da liderança do campeonato, Rui Vitória foi despedido no arranque da sequência de jogos mais complicada do calendário.

Não só a época foi desenhada para o insucesso como pareceu que a Direcção se quis certificar que tal era irremediável.

“Uma época desenhada para o descalabro. E quando a direcção poderia emendar a mão apareceram as luzes a prolongar o sofrimento de todo um plantel, de toda uma nação de vermelho e branco”
Fonte: SL Benfica

Depois vieram os pequenos equivocos, todos eles bem abafados pela competência de quem assumia à força da sua competência os destinos do futebol do Sport Lisboa e Benfica. Os disparates dito na Casa da Cristina, a cegueira à qualidade do interino que tinham em Lage, os desvarios de antecipação do sucesso quando a esperança se transformou em convicção e ainda a parceria com um canal televisivo para lavagem de imagem em plenos festejos do título.

O actual técnico do SL Benfica também não está imune às criticas. Depois da recuperação em vários momentos, a equipa tremeu e chegou até a vacilar. Mas o erros de Lage não são uma preocupação pois foram devidamente reconhecidos e analisados por este após a euforia dos merecidos festejos.

O Sport Lisboa e Benfica tem tudo para lançar um excelente 2019-20. Assim o queira a sua Direcção, assim o tenham aprendido.

Foto de Capa: Facebook do SL Benfica

Comentários