cabeçalho benfica

Depois da derrota do nosso arquirrival, a tarefa do Sport Lisboa e Benfica tornou-se mais fácil. Com a derrota do Sporting na Madeira e com a vitória do Benfica perante o Rio Ave, a turma de Rui Vitória conseguiu assim diminuir a desvantagem pontual de sete para quatro pontos. Para além dessa derrota, o Sporting irá defrontar o Porto, outro dos candidatos ao título, no dia 2 de Janeiro, o que fará com que o Benfica reduza a desvantagem pontual para pelo menos uma das duas formações, caso vençamos em Guimarães.

Para além de defrontar o Porto, na jornada seguinte o Sporting desloca-se até ao estádio do Bonfim para defrontar a equipa sensação desta temporada, e na semana depois a equipa verde e branca recebe o Braga, tendo assim um calendário que poderá fazer com que o Benfica reduza a sua diferença pontual para com a equipa de Jorge Jesus. Com a entrada do ano de 2016, o Benfica vê assim a sua esperança renovada. Com o regresso de alguns atletas que se encontravam lesionados, como por exemplo Sálvio e Nelson Semedo, Rui Vitória fica com um maior leque de opções para disputar todas as partidas que o Benfica tem em calendário até ao final da temporada.

Outro factor muito importante neste “renascimento” de esperança é a chegada de alguns reforços. Até ao momento não se sabe se Cervi chegará já em Janeiro ou se no final do ano, mas ao que tudo indica estará certa a chegada de um lateral esquerdo ao Benfica já em Janeiro. Grimaldo será assim um reforço de peso para a defesa benfiquista. O canterano do Barcelona irá ocupar uma posição deficitária do Benfica desde a saída de Siqueira.

Jonas tem sido peça-chave na equipa de Rui Vitória; Fonte: Facebook do Sport Lisboa e Benfica
Jonas tem sido peça-chave na equipa de Rui Vitória
Fonte: Facebook do Sport Lisboa e Benfica

Para além destes dois nomes também se fala em Luis Ibañez, lateral-esquerdo que actua no Estrela Vermelha, tendo em vista o fim do vínculo de Eliseu no final desta temporada. Penso que, mesmo com estas contratações, é imperioso contratar mais um lateral direito e um médio de transição. Se Renato Sanches se lesionar onde está a segunda opção? Precisamos de mais “matéria prima” para atacar o tri.

Anúncio Publicitário

Apesar de se notarem melhorias no estilo de jogo encarnado, o Benfica continua a não ter alternativas de qualidade, e isso fica bem visível quando Gaitán não joga. Precisamos de mais opções. Sou um dos defensores na aposta na formação, mas isso só por si não é suficiente. Se queremos manter a hegemonia no futebol nacional temos de contratar. Não precisamos de contratar jogadores às “carradas” como fazíamos nas últimas épocas; precisamos, sim, de contratar jogadores para tapar os “buracos” que temos no nosso plantel.

Todos os benfiquistas sabem que o Presidente está apostado em realizar uma reestruturação financeira no nosso clube, mas, como ele próprio já o disse, o Benfica vai continuar competitivo e com sede de títulos. Para que isso aconteça é bom que os olheiros da Luz façam um bom trabalho e que referenciem jogadores de qualidade e não Brunos Cortês ou Emerson’s, como aconteceu nas épocas passadas.

Como já referi em textos anteriores, onde fui bastante criticado, penso que este seja o caminho certo, uma vez que o Sport Lisboa e Benfica possui o maior passivo dos “três grandes”, mas é imperioso que continuemos a lutar pelos nossos objectivos todos os anos, que são ganhar todas as competições a nível interno, coisa que não vai acontecer se não nos reforçarmos bem. Quando digo reforçar bem é como já referi anteriormente, contratar com qualidade e não em quantidade, factor que também levou o Benfica a estar a realizar esta reestruturação financeira.

Temos bastantes opções de qualidade nas equipas do nosso campeonato, jogadores que conhecem a realidade do futebol nacional e seriam uma mais valida para o nosso plantel, por isso esperemos que deixem de uma vez de olhar só para os campeonatos estrangeiros e comecem a olhar de forma mais atenciosa para o que temos de bom no nosso país.

Comentários