sl benfica cabeçalho 1

Chegou aquela fase da época, típica, quando falamos do Benfica de Rui Vitória. O momento em que salta à vista mais dos mais recentes lançamentos da Benfica Editoras. Neste caso, João Carvalho.

João Carvalho é fruto de mais um bom relacionamento entre o clube e os jovens que são formados na academia do Seixal. Dotado tecnicamente, posicionalmente correcto e com cabeça, João Carvalho tem todas as boas qualidades que se podem pedir a um recém-promovido à equipa A.

Porém, as coisas podem não ser um mar de rosas. Acontece que o “miúdo” foi lançado aos tubarões num jogo complicado e para substituir alguém que é, cada vez mais, uma das peças fundamentais na manobra ofensiva do Benfica – Krovinovic.

As coisas não correrem muito bem. Não fez um jogo à altura das capacidades que possui e, como consequência, foi substituído por Zivkovic. Esperava-se esta mexida, mas também era de esperar que o português tivesse uma prestação melhor.

O jovem encarnado é o mais recente produto das escolas do Seixal a dar nas vistas Fonte: SL Benfica
O jovem encarnado é o mais recente produto das escolas do Seixal a dar nas vistas
Fonte: SL Benfica

Contudo, não é motivo para alarme. Com os rumores de que o Benfica está a ser poupado nas idas ao mercado, tudo pela eventual aposta naquilo que está a ser feito e produzido pela equipa B, é de acreditar que João Carvalho venha a ser das futuras peças importantes no plantel encarnado.

Está naquele lote de jogadores interessantes, tal como João Félix ou Diogo Gonçalves, que, com jeitinho, vão calçar no futuro. Isto se o magnânimo Jorge Mendes não entrar em acção com a habitual taxa de 15 milhões.

É certo, a julgar pela maneira como as coisas correram e estão a correr esta temporada, que muita coisa terá de mudar para 2018/2019. Assim sendo, João Carvalho tem muito espaço e tempo para crescer. Já deu mostras, como no jogo contra o Moreirense, daquilo que é capaz e do que pode trazer à equipa.

Será uma questão de tempo até que, com a limpeza do final da época, ele e os restantes assumam aposição de cativos no onze inicial. Muito honestamente, é um dos caminhos a seguir. Dar espaço a quem merece. E João Carvalho provou que merece para prosperar e crescer aumentando a qualidade da equipa e do nosso campeonato.

Artigo revisto por: Ana Rita Cristóvão

Comentários

Artigo anteriorPrimeira Liga: O que mudou em Janeiro?
Próximo artigoMercado de inverno do FC Porto: Empréstimos, empréstimos e… mais empréstimos
João Valente é um apaixonado pela arte do futebol. Nascido e criado durante boa parte do tempo em Lisboa, começou a seguir este desporto com uns tenros quatro anos e, desde então, tem sido um namoro interminável. É benfiquista de gema – mas não um que só vê Benfica à frente! É alguém que sabe ser justo quer o Benfica ganhe ou perca e que está cá para salientar os porquês, na sua opinião, dos resultados. Como adepto de futebol que é não segue só a atualidade do futebol português; faz questão também de acompanhar a par e passo o que de mais importante acontece nos principais campeonatos. A conjugar com o seu interesse pelo futebol, e pela malha, desporto que descobriu porque o seu avô era campeão lá na rua, veio a escrita, forma que encontra de expor os seus pensamentos na esperança de um dia se tornar num grande jornalista de desporto, algo que dificilmente acontecerá mas, tudo bem, ele um dia há-de perceber isso.                                                                                                                                                 O João escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.