Anterior2 de 2Próximo

Jonas não tem a mesma habilidade física que Jiménez. Não oferecendo á equipa a possibilidade de pressionar alto e constantemente. Neste aspeto defensivo, Jonas perde para Jiménez, no que pode oferecer durante os 90’ minutos de jogo. E não é tanto pela idade (trinta e quatro anos), mas sim pelas suas outras características que fazem sobrepor acima de qualquer outro aspeto físico.

Legenda: Jonas tornava-se o segundo melhor marcador estrangeiro do Benfica
Fonte: SL Benfica

É a bola que entra na baliza e não o jogador. E Jonas sabe disso melhor que ninguém!

O avançado brasileiro, tem sido ao longo destes anos que tem jogado na Liga, um dos mais elogiados de sempre por cá. E não é só pela quantidade enorme de golos que marca, mas também pela forma como marca e dá a marcar. O que joga e faz jogar em campo, faz dele o melhor jogador do campeonato dos últimos quatro anos. A forma como se move e decide no espaço entre os defesas e médios, é notável.

A sua capacidade de decisão e qualidade técnica a aparecer para ligar o jogo por dentro, torna o Benfica uma equipa capaz de criar perigo nos espaços entre as linhas adversarias. Com um entendimento superior ao jogo em relação aos demais na liga, Jonas é o centro de todo o jogar de uma equipa, porque consegue sempre dar ao jogo aquilo que ele lhe pede. Percebe quando tem de pausar e quando tem de acelerar. Isto faz dele um jogador completo no que toca aos momentos de jogo.

É notório a forma como consegue encarar cada abordagem ao lance, estando sempre à frente na linha de pensamento do adversário. E sendo melhor ofensivamente, torna-se também mais seguro defensivamente. Porque tendo mais bola, defende menos, e porque perdendo-a com o jogo mais organizado, estará mais preparado para na transição defensiva anular os contra-ataques adversários.

No jogo anterior para o campeonato, Sporting CP x SL Benfica, que terminou empato 0-0, foi notório a diferença da equipa, quando Jonas entrou. Bastou dez minutos em campo, para mostrar toda a qualidade que pode entregar ao jogo. Desde o seu afastamento dos relvados na 29.º jornada contra o Vitoria FC, que Jiménez agarrou a titularidade, e bem. Não há dúvidas que são ambos dois grandes avançados. Mas a verdade é que com Jonas, o Benfica por esta altura, poderia estar a festejar o pentacampeonato, ou pelo menos, ainda estar na luta até ao fim.

Foto de Capa: SL Benfica

Anterior2 de 2Próximo

Comentários

Artigo anteriorÍbis – A pior equipa de futebol do mundo
Próximo artigoMoussa Marega: O jogador do Campeonato!
Desde de 1993 que a cor que lhe corre nas veias é vermelha e branca! Quando era mais novo, chegou a jogar no clube rival de Lisboa, mas nunca escondeu que o seu grande amor era o Glorioso. Tem uma enorme admiração pelo Liverpool FC. Gostava de um dia ir a Anfield Road e cantar bem alto a canção que imortalizou os Gerry & The Pacemakers: "You'll Never Walk Alone!" A dar os primeiros passos como treinador de futebol, o seu maior sonho é treinar o clube de coração e alma, o Sport Lisboa e Benfica.                                                                                                                                                 O João escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.