Jorge Jesus, o novo treinador do SL Benfica, foi hoje apresentado no Caixa Futebol Campus pelas 17h. Na conferência de apresentação esteve Luís Filipe Vieira, Rui Costa, alguns jogadores do atual plantel “encarnado” e ex-jogadores como Artur Moraes, Júlio César, Luisão e Eliseu.

Os adeptos do Benfica esperaram as primeiras palavras de Jorge Jesus com grande expectativa e, de facto, o técnico português fez questão de corresponder. “Aos benfiquistas quero expressar o seguinte: eu vim para ganhar, estou habituado a ganhar, mas também vim para unir a nação benfiquista. É muito importante os benfiquistas perceberem que, como está por cima da águia, um somos todos”, disse Jorge Jesus.

Questionado sobre o desempenho que a equipa poderá ter com Jorge Jesus, o técnico português esclareceu que “se o Benfica não jogar o dobro pode voltar a não ganhar, tal como aconteceu este ano” e salientou que com a equipa que vai ter “o Benfica vai jogar o triplo”.

Uma das grandes dúvidas dos adeptos é a aposta na formação e, sobre isto, Jorge Jesus esclareceu que todos os clubes em Portugal são “vendedoras e têm de formar.” Ainda, o treinador de 66 anos não escondeu que o Benfica vai mudar a sua política centrando-se agora na “formação e procura de novos jogadores fora de Portugal, numa união de qualidade”.

Anúncio Publicitário

Relativamente às possíveis contratações, Jorge Jesus garantiu que tem vindo a falar (internamente) com Luís Filipe Vieira, Rui Costa e Tiago Pinto, mas que não fala em nomes à data de hoje.

Ainda sobre este tema, o técnico sublinhou que o Benfica tem “capacidade para entusiasmar os grandes jogadores da Europa desde que o clube tenha os objetivos bem definidos”.

Jorge Jesus concluíu a sessão de respostas à comunicação social com uma promessa: “O Benfica tem um leque de jogadores com muito valor que vão continuar nesta casa e, com a ajuda de outros, vamos fazer uma grande equipa. Não tenho dúvidas que vamos fazer uma grande equipa e vamos arrasar”.

O técnico ex-CR Flamengo chega ao Benfica depois de uma época falhada: segundo lugar no campeonato atrás do FC Porto, final da Taça de Portugal perdida para os “azuis e brancos”, fase de grupos da Taça da Liga e 16 avos de final da Liga Europa.

Artigo revisto por Joana Mendes

Comentários