logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Lesionados, lesionados e mais lesionados…

sl benfica cabeçalho 1

É bastante comum ouvir um comentador desportivo ou um fã de futebol dizer que um treinador que tenha um plantel recheado com jogadores de grande categoria tem em “mãos” uma grande dor de cabeça. Mas pior do que uma equipa composta por bons jogadores, é ter parte deles lesionados. As lesões têm sido um dos problemas de Rui Vitória no arranque desta nova temporada. Desde que a época começou que não há uma semana que o treinador encarnado tenha um lesionado. Querem um bom exemplo disso? Rafa Silva. Chegou, viu, lesionou-se. Uma semana de águia ao peito, uma ida ao departamento médico.

Mas Rafa é só a ponta do icebergue nesta saga de lesionados no Benfica. Ederson e André Almeida começaram a época lesionados, com sorte e em boa hora, já retornaram aos relvados e já conseguiram ajudar a equipa. Eliseu nunca mais se viu desde do Euro 2016, alegadamente também por problemas físicos. Jiménez começou bem, marcou dois golos importantes, um contra o Setúbal e outro contra o Nacional, parecia o arranque de sonho para o senhor 24 milhões, mas depois foi jogar pela seleção mexicana e lesionou-se no joelho esquerdo.

Por esta altura havia benfiquistas a pensar: “Ok, mas ainda lá temos o Jonas e o Mitroglou”, certo, e isso seria muito bom se os dois não se tivessem lesionado mais ou menos pela mesma altura. Em cima disso tudo o capitão Luisão também conheceu o amargo sabor das lesões logo depois da Supertaça. Não há memória de um começo tão atribulado como este. Atenção! A nível de rendimento no campeonato, nada a dizer. Zero derrotas, seis vitórias, e um empate vão chegando para ser o líder do campeonato com três pontos de avanço sobre o FC Porto e o Sporting. Não haja dúvida que estamos contentes com isso, apenas nos entristece que a prestação na Champions não esteja a ser tão boa como o esperado, mas os tempos de Jesus habituaram-nos um pouco a este tipo de ritmo.

O trabalho de Rui Vitória tem sido prejudicado pela onda de lesões Fonte: SL Benfica
O trabalho de Rui Vitória tem sido prejudicado pela onda de lesões
Fonte: SL Benfica

Análise de resultados à parte, é de destacar a boa época mesmo sem os habituais titulares e sem o seu reforço de peso. É sinal que a equipa, no seu todo, sabe responder bem em campo e que a mensagem transmitida por Rui Vitória e pelo seu staff técnico é a correta para que os encarnados continuem a obter bons resultados.

É que para já ainda não se ouviram as vozes da inconformidade a debitar matéria negativa sobre as prestações do Benfica, mas se infelizmente os resultados não continuarem a ser estes, é muito provável que se comecem a ouvir. O tempo passa e à medida que a época vai progredindo vai ficando cada vez mais complicada, logo será preciso contar com todos, em especial com os suspeitos do costume, para que possamos chegar a Maio com um Benfica campeão. Isso ou uma manobra no mercado de Janeiro, caso seja necessário.

João Valente é um apaixonado pela arte do futebol. Nascido e criado durante boa parte do tempo em Lisboa, começou a seguir este desporto com uns tenros quatro anos e, desde então, tem sido um namoro interminável. É benfiquista de gema – mas não um que só vê Benfica à frente! É alguém que sabe ser justo quer o Benfica ganhe ou perca e que está cá para salientar os porquês, na sua opinião, dos resultados. Como adepto de futebol que é não segue só a atualidade do futebol português; faz questão também de acompanhar a par e passo o que de mais importante acontece nos principais campeonatos. A conjugar com o seu interesse pelo futebol, e pela malha, desporto que descobriu porque o seu avô era campeão lá na rua, veio a escrita, forma que encontra de expor os seus pensamentos na esperança de um dia se tornar num grande jornalista de desporto, algo que dificilmente acontecerá mas, tudo bem, ele um dia há-de perceber isso.                                                                                                                                                 O João escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

João Valente é um apaixonado pela arte do futebol. Nascido e criado durante boa parte do tempo em Lisboa, começou a seguir este desporto com uns tenros quatro anos e, desde então, tem sido um namoro interminável. É benfiquista de gema – mas não um que só vê Benfica à frente! É alguém que sabe ser justo quer o Benfica ganhe ou perca e que está cá para salientar os porquês, na sua opinião, dos resultados. Como adepto de futebol que é não segue só a atualidade do futebol português; faz questão também de acompanhar a par e passo o que de mais importante acontece nos principais campeonatos. A conjugar com o seu interesse pelo futebol, e pela malha, desporto que descobriu porque o seu avô era campeão lá na rua, veio a escrita, forma que encontra de expor os seus pensamentos na esperança de um dia se tornar num grande jornalista de desporto, algo que dificilmente acontecerá mas, tudo bem, ele um dia há-de perceber isso.                                                                                                                                                 O João escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA