O SL Benfica não atravessa os seus melhores dias. Quer pela (pouca) qualidade do futebol praticado, quer por esta última vaga de casos de coronavírus que tem assolado a equipa, o que é certo é que os encarnados precisam de reforçar algumas lacunas do plantel em janeiro, sendo o setor defensivo uma das prioridades. É aí que entra o nome de Lucas Veríssimo.

defesa brasileiro de 25 anos, que fez um Brasileirão de muita qualidade, tendo sido o titular do centro da defesa do Santos FC, tem sido um dos nomes apontados à Luz, e crê-se na sua chegada por um valor a rondar os dez milhões de euros.

Lucas Veríssimo é um jogador muito forte fisicamente. Com 1.88m de altura e 77 quilos, torna-se difícil ultrapassar o jogador em força. A nível defensivo destaca-se pelo bom posicionamentoboa marcação e capacidade de desarme. Registou 2.2 interceções por jogo e 1.9 desarmes. Foi ultrapassado em drible apenas 0.5 vezes por jogo e realizou 4.5 alívios. Vence 62% dos duelos que disputa. Veríssimo não é um jogador nada impetuoso.

Anúncio Publicitário

Mantém-se sempre calmo e tem uma boa tomada de decisão. O espelho disso mesmo foram as zero expulsões que teve no último campeonato brasileiro. Apesar da sua elevada estatura, o camisola 28 do Santos FC tem alguma qualidade técnica com a bola nos pés. Diversos são os lances onde podemos observar o jogador a ultrapassar, com habilidade, avançados bem mais rápidos e a progredir no terreno.

No que à construção de jogo concerne, apesar de ter bons números (completa 87% dos passes totais), peca muito nos passes longos (completa apenas 44%) e tem alguma dificuldade em encontrar colegas em boas posições. Tem uma grande margem de progressão, pelo que jogar ao lado de um jogador do calibre e experiência de Jan Vertonghen poderá ajudar o brasileiro a dar um salto qualitativo enorme.

jogo aéreo é uma das grandes armas do jogador. Defensivamente é muito competente, ganhando 68% dos duelos disputados no ar. Ofensivamente é sempre uma referência a ter em conta, somando já dois golos e uma assistência na presente temporada (um na Libertadores; um golo e uma assistência na Série A do Brasileirão).

Resta, agora, aguardar por janeiro e perceber qual será a abordagem encarnada ao mercado de transferências. Veremos um Benfica cirúrgico ou esbanjador como vimos em agosto? Só o tempo – e as exibições até lá – o dirá.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome