sl benfica cabeçalho 1

Falar na saída do Luisão é um assunto que toca a qualquer benfiquista. Assaltam a mente uma série de questões: Perder o nosso capitão? Que impacto terá isso na dinâmica da equipa? E no balneário? São respostas e soluções que, mais cedo ou mais tarde, terão que ser encontradas mas talvez só lá para Junho de 2018.

Todos sabemos que o Luisão é um jogador muito experiente, tem boas noções de posicionamento em campo, o que a um defesa central facilita muito a vida, ainda mais, um defesa central que no jogo aéreo é muito forte. Mas e quando pela frente destes centrais surgem avançados rápidos e com grandes dinâmicas, a puxar para as linhas ou para as costas dos centrais? O capitão tem dado luta mas já não consegue acompanhar como outrora. Ainda na semana passada, ouvia-se dos adeptos ao meu lado no Bonfim: “Então, Luisão?”; “Vai lá, Luisão”.

Que futuro para o capitão? Fonte: SL Benfica
Que futuro para o capitão?
Fonte: SL Benfica

A renovação contratual de um jogador com 35 anos é sempre uma decisão difícil, pois é colocado, obviamente, em causa o rendimento desportivo do mesmo. A perda de capacidades físicas, neste caso, vão-se notando pela velocidade, que tem vindo a diminuir, o jogador vai ficando mais “duro de rins”, como se diz por aí, mas também pela qualidade técnica, que se tem tornado menos frequente nas suas performances em campo.

Ao longo de destes 14 anos, habituou-nos a exibições regulares e de alto nível. Aliás, Luisão no 11, sempre foi sinónimo de equilíbrio e segurança, qualidades estas que acabam por lhe conferir também, o carisma necessário para a figura de capitão de uma equipa com a dimensão do Benfica. Posto isto, deve um jogador com tanta importância no balneário, continuar no clube, mesmo que o seu peso em campo tenha vindo a decair?

A verdade é que o Benfica não tem substituto à altura, de momento, não vislumbro um líder com as características necessárias no plantel. Já para não falar da questão da mudança de liderança, que é sempre complicada para um coletivo e nesta fase não vinha nada a calhar, convenhamos.

No entanto, há ainda outro aspeto a ter em conta: o financeiro. Já vimos que a nível desportivo pode fazer sentido a renovação mas não nos podemos esquecer, que é um dos jogadores mais bem pagos da equipa da Luz e não só está em declínio físico, como não presumo que assuma a titularidade por mais uma época. Neste momento, tem em cima da mesa um acordo de 2,5 milhões líquidos com Luís Filipe Vieira, se alguma proposta igualar este valor, considera-se a saída por ambas as partes, se não, é certo que continua na Luz, pelo menos mais uma época.

Tudo indica que o brasileiro fica e a concretizar-se, completará 15 temperadas seguidas no clube, acabando de alcançar Humberto Coelho com 498 partidas de águia ao peito.

Aconteça o que acontecer, Luisão é e sempre será um símbolo do clube, parte do emblema encarnado, um capitão que já viveu momentos bons, muito bons e menos bons também, e o qual todos estes anos soube personificar a “raça, querer e ambição” que caracterizam o Sport Lisboa e Benfica.

Foto de capa: SL Benfica

Comentários