SITE TEMPORÁRIO

22 de Janeiro, 2022

Repetir SL Benfica luta pela titularidade

A luta pela titularidade: Gonçalo Ramos vs Darwin Núñez

A luta pela titularidade da frente de ataque na Luz promete ser intensa…

O SL Benfica dispõe, na sua generalidade, de um plantel bastante profundo e capaz de dar soluções diferentes para problemas diferentes que possam surgir ao longo da temporada. Ainda assim, é na frente de ataque que tem havido um problema que requer uma análise mais aprofundada. Luta pela titularidade

Então, se Roman Yaremchuk tem sido dono e senhor da posição de ponta de lança, o seu parceiro na frente de ataque tem variado consoante os jogos. Mas, afinal, quem é que está melhor preparado para assumir a titularidade no ataque encarnado?

Pois bem, esta discussão tem apenas dois nomes e são eles Darwin Núñez e Gonçalo Ramos, que se perfilam como os homens ao serviço de Jorge Jesus que estão melhor preparados para fazer parceria com Yaremchuk.

Darwin e Ramos têm caraterísticas muito diferentes e é exatamente por isso que estão ambos nesta “luta” constante por um lugar no onze. Um não dá à equipa o que o outro pode dar e vice-versa, daí a titularidade ser entregue jogo a jogo conforme aquilo que a equipa precisa. Contudo, há, na minha ótica, um jogador mais completo do que o outro.

Darwin Nuñez parece estar à frente de Gonçalo Ramos na luta pela titularidade
Darwin marcou um golo no último jogo frente ao FC Bayern
Fonte: Diogo Cardoso / Bola na Rede

Gonçalo Ramos é tecnicamente melhor do que Darwin, tem melhor poder de decisão e conquista uma profundidade no ataque que Darwin não consegue. Claro que o uruguaio tem aspetos que se sobrepõem a Gonçalo Ramos.

Darwin é mais rápido, com e sem bola, tem mais faro de golo, é bastante mais intenso, sendo capaz de dar largura no terreno ao descair mais um pouco para as linhas e é bastante forte no jogo aéreo fazendo-se usar da sua envergadura.

Entre o uruguaio e o português, a minha escolha cairia para o lado de Darwin, isto assumindo que Yaremchuk seria o parceiro do ataque, mas também gosto da ideia de ver Darwin-Gonçalo Ramos como uma parceria.

Gonçalo Ramos parece ser a terceira opção na luta pela titularidade
Gonçalo Ramos ainda não somou golos esta época
Fonte: Carlos Silva/ Bola na RedeLuta

Mas vamos a números!

Na atual temporada, Darwin Núñez já disputou 12 jogos, entre Liga dos Campeões e a Primeira Liga e apontou um total de sete golos, sendo que três foram na liga milionária e quatro no campeonato, não tendo realizado nenhuma assistência para golo neste início de temporada.

Por sua vez, Gonçalo Ramos disputou as mais variadas competições que o SL Benfica esteve até ao momento na época (Liga dos Campeões, campeonato, Taça da Liga e Taça de Portugal) e ainda não abriu o contador de golos em jogos oficiais pela equipa principal dos encarnados, mas regista um total de duas assistências para golo.

E não, não é por falta de oportunidades que os números entre estes dois jogadores são tão díspares. Analisando o tempo de jogo de cada um, Gonçalo Ramos tem apenas 70 minutos de jogo a menos que Darwin, pelo que esse não é o fator chave para justificar esta diferença.

Ainda assim, os números pouco interessam quando falamos de dois jogadores em ascensão e com muito para melhorar, até porque números nem sempre conseguem transpor o impacto que um jogador teve em determinado jogo.

Voltando ao início, um dá aquilo que o outro não consegue e vice-versa, sendo este fator diferenciador uma coisa boa. Para Jorge Jesus permite-lhe abordar os diferentes jogos com diferentes soluções.

Não sendo um claramente superior ao outro, vejo Darwin mais preparado para assumir a titularidade do SL Benfica num futuro imediato. Contudo, vejo Gonçalo Ramos com mais potencial de desenvolvimento do que Darwin.

Gonçalo Ramos tem tudo para ser um jogador de classe mundial e assim que se conseguir afirmar e marcar golos de forma regular, vai ter meio mundo atrás dele. Para já, Darwin está melhor preparado para ser o titular do SL Benfica.

Luta pela titularidade