Uma das grandes transferências do último defeso foi a saída de Rúben Dias para o Manchester City FC e a consequente chegada de Nicolás Otamendi ao SL Benfica.

Ora, se Rúben Dias está ainda numa fase de ascensão na sua carreira, a verdade é que Otamendi, pela sua idade, já atingiu o seu pico de forma.

A chegada do internacional argentino gerou grande controvérsia no seio da massa adepta encarnada, ainda para mais quando a braçadeira de capitão foi envergada pelo central. Foi ao terceiro jogo de águia ao peito que Otamendi foi capitão pela primeira vez, após a saída de Pizzi ao intervalo, tornando-se, assim, um dos capitães do plantel, numa decisão que não agradou os apoiantes do SL Benfica.

O rendimento do ex-Manchester City tem sido bastante irregular, cometendo bastantes erros que têm comprometido os resultados da equipa. Não sendo ele o único responsável para a época de altos e baixos dos encarnados, é, com certeza, uma das razões.

Anúncio Publicitário

A verdade é que quando se soube desta transferência foi tal o mediatismo que isso pode, em certas circunstâncias, prejudicar o rendimento do atleta, até porque já pertenceu aos quadros de outro grande do futebol português e um dos maiores rivais do seu atual clube.

Pois bem, não servindo isto como desculpa pelo pobre rendimento do jogador, a verdade é que a vinda para Portugal possa ter afetado a confiança de Otamendi, quer seja por jogar num rival de um clube que já representou, quer por ingressar numa liga bem menos conceituada que a Premier League.

Ainda assim, era expectável que um jogador do calibre de Otamendi demonstrasse mais confiança a jogar contra adversários que são de qualidade inferior aos que enfrentou ao longo da carreira em Inglaterra, e era sobretudo expectável que não cometesse tantos erros “infantis”, que custam vitórias.

Jorge Jesus tem utilizado no eixo defensivo do Sport Lisboa e Benfica Otamendi e Vertonghen, sendo esta a dupla que mais vezes foi utilizada, no entanto dispõe ainda no plantel de Jardel, Ferro e Todibo, sendo que ainda tem Kalaica à espreita na equipa B encarnada.

Jardel tem sido a primeira opção para render qualquer um dos centrais em caso de, por alguma razão, algum destes estiver indisponível, contudo, seria interessante ver aquilo que Ferro poderia oferecer a esta equipa.

Claro que ninguém se esquece do mau momento de forma de Ferro na temporada passada, mas Francisco Ferreira já mostrou que tem qualidade para o Benfica e até para mais, daí ser necessário dar mais uma oportunidade ao central português.

Outra opção que ainda não se estreou com a camisola do SL Benfica é o defesa central francês Todibo. Emprestado pelo FC Barcelona, Todibo chegou à Luz com problemas físicos e sem qualquer ritmo competitivo, pelo que nunca foi opção para o técnico das águias.

Tendo em conta as opções disponíveis nos quadros do Sport Lisboa e Benfica, não me parece que o ideal seja reforçar o plantel com mais um defesa central no defeso que se aproxima, mas sim apostar naquilo que há disponível, tanto na Luz, como no Seixal.

Assim, Otamendi tem duas opções: ou começa a jogar aquilo que sabe, porque já provou noutras circunstâncias que é um jogador com qualidade, ou então fica com o seu lugar no 11 bastante tremido, tendo concorrência à espreita.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome