Os últimos dias têm sido profícuos quanto a notícias relacionadas com a hipotética saída de Jonas do Benfica. Os rumores apontam para uma alegada insatisfação salarial do brasileiro, que quererá terminar a carreira com um vínculo desafogado. A parca utilização na pré-temporada, porém, alimenta outro tipo de ideia.

Alimenta a ideia de que é o Benfica que se quer despachar de Jonas. O avançado, ao que parece, não consegue livrar-se dos problemas físicos e os seus 34 anos são um sinal de que o final de carreira está próximo. As aquisições de Ferreyra e Castillo, que se tornaram instantaneamente em dois dos jogadores mais bem pagos do plantel, também são sinónimo de que a posição mais adiantada tem garantias, seja para jogar em 4x4x2 ou 4x3x3.

A questão é que Jonas não pode, de forma alguma, sair do Benfica. É o melhor jogador do campeonato português, um daqueles que sozinho aproxima qualquer equipa dos títulos. E não é só pelo caráter decisivo dos golos que marca, é também pelo que joga e faz jogar. Com Jonas todos os que estão à volta são melhores jogadores. Com Jonas, as soluções para chegar ao golo aumentam. Ele sabe, como ninguém, baixar, tabelar, progredir, fintar e, além disto tudo, marcar golos em catadupa.

Com Jonas, todos à sua volta tornam-se melhores jogadores
Fonte: SL Benfica

É, com todas as letras, um craque. Um craque vale sempre a pena manter, nem que as condições físicas – que duvido que estejam assim tão más – não sejam as melhores. E um craque, ainda por cima inserido numa equipa cujo treinador é Rui Vitória, que tem dificuldades imensas em colocar a equipa competente em organização ofensiva, não se pode dispensar.

Por isso, exige-se aos responsáveis do Benfica que larguem as notícias n’A Bola (é quase o único diário desportivo que, estranhamente, faz eco a uma suposta insatisfação de Jonas) e que deixe que um dos melhores jogadores de sempre do clube permaneça. Se isso não acontecer é mais um dos muitos tiros no pé que esta direção tem dado ao longo dos últimos dois anos.

Anúncio Publicitário

Foto de Capa: SL Benfica

Comentários

Artigo anterior007 – Ordem Para Marcar
Próximo artigoFrente a frente: Bruno Alves vs. Felipe
Mal sabia andar e já ia ao estádio ver os jogos do Gil Vicente, clube da terra natal. A paixão pelo relvado, pelos golos e pelas fintas, agarrou-se como uma doença e não mais saiu. Depois aprendeu a ler e a escrever e como não tirava más notas nas composições, aventurou-se na criação de blogues de bola. Mais tarde, na inconsciência dos seus dezoito, frequentou Ciências da Comunicação. Mantém vivo o sonho de ser jornalista desportivo, de derrubar chavões e fazer parte de uma nova era que pensa o futebol como um jogo para os criativos e inteligentes.                                                                                                                                                 O Pedro escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.