Desde o início da presente temporada, 2018/2019, que a vida de Samaris se assemelha a um carrossel. E quando acabar a época? O jogador das águias vai ou fica?

Andreas Samaris acaba o contrato no final desta temporada. A direção Benfiquista tem vindo a mostrar interesse em negociar a venda ou empréstimo do grego, no entanto, este não quis ser emprestado e decidiu ficar no clube das águias até ao final do contrato (junho). Isto porque a partir de janeiro, o jogador encarnado pode, de livre espontânea vontade, sair do clube da Luz e assinar contrato com qualquer outra equipa, não tendo que pagar nada ao Benfica. No entanto, se chegar a acordo com o Presidente, Luís Filipe Vieira, para continuar a jogar de águia ao peito, um aumento do salário estará, certamente, nos planos do jogador. Mas será que também está nos do presidente?

O grego chegou ao Benfica na época 2014/2015, na altura treinado por Jorge Jesus, e desde aí teve lugar como titular. Ao longo da época mostrou estar à altura desse lugar, o desempenho dele como atleta fez com que fosse titular por muito tempo, ganhando assim, tal como a restante equipa e seus técnicos, a Liga Nos, a Taça da Liga e a Supertaça. No entanto, com a chegada de Rui Vitória ao clube da Luz, e também de Fejsa, Samaris parece ter perdido esse lugar.

Samaris tem vindo a perder espaço na equipa do Benfica                                                                 Fonte: UEFA

Com Ljubomir Fejsa a ocupar o lugar de Samaris, o treinador encarnado parece estar a descartar a hipótese de o jogador voltar a ser titular, no entanto, Rui Vitória diz-se habituado a lidar “com jogadores que saem e são contratados por outras equipas”. Apesar de muito do que se ouve poderem ser meros boatos, o treinador mostra a ideia fixa de que “se os jogadores dão garantias de jogar, jogam, senão não jogam”. Será que o trabalho do número sete não será suficiente para garantir o seu lugar na Luz? O treinador encarnado garante ainda que qualquer que seja a sua decisão, nada “tem a ver com contrato ou idade”.

Anúncio Publicitário

Segundo as estatísticas, Andreas Samaris e Fejsa têm números semelhantes, no entanto, são ainda algumas as características que os diferenciam. Ambos têm poucos remates, o número cinco das águias tem mais remates enquadrados, no entanto, o grego tem mais destaque na criação de oportunidades. No que diz respeito ao meio-campo, Fejsa evidencia-se, pois, faz mais passes certeiros, já Samaris tem uma quantidade maior de passes nessa zona. Este último tem um jogo mais individual, enquanto o sérvio pratica um jogo mais coletivo e se destaca no desarme e na interceção.

Será uma decisão ponderada para Rui Vitória, já que, apesar das diferenças entre os dois, ambos são bons jogadores e se destacam pelas suas melhores qualidades.

Foto de Capa: SL Benfica

Comentários

Artigo anteriorFK Lokomotiv 1-3 FC Porto: Eficácia previne tremedeira
Próximo artigoCUL 18/19 – AEISCTE 1-4 AEFML: Massacre!
A Mafalda é uma pessoa simples, contenta-se com o que tem, mas que dá tudo o que pode. Ela é desastrada, mas gosta de ter as suas coisas organizadas. Ela é extrovertida, no entanto, quando o assunto é sério, não há quem lhe tire a atenção. Por vezes ela é tão perfeccionista que chega mesmo a irritar. Ela é persistente, mas sabe quando tem de parar de insistir. Ela é realista e honesta. Dispensa brincadeiras de mau gosto. Com ela ou é oito ou oitenta.                                                                                                                                                 A Mafalda escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.