O futuro do SL Benfica na Champions League: Sonho ou Realidade?

    Benfica

    A glória europeia, que há muito foge do caminho da Luz, faz parte da história das águias, e embora já tenha sorrido há algumas gerações atrás, continua a elevar o nome do clube pelo velho continente, e pelo mundo fora. Com duas finais da maior prova de clubes europeia ganhas e cinco perdidas, o Benfica apresenta-se como a sétima equipa com mais finais disputadas e a segunda com mais finais perdidas. Um facto que embora em certa parte infeliz, enaltece a assiduidade dos encarnados em fases finais da prova e a sua honra entre tantos outros grandes europeus.

    O Benfica entrou para a época de 2022/2023 com sede de títulos e sobretudo uma grande ambição europeia depois de várias eliminações precoces em anos anteriores, e uma eliminação nos quartos de finais na temporada passada, frente ao Liverpool, que soube a pouco.

    A verdade é que 27 jogos consecutivos sem perder e exibições de classe na Liga dos Campeões, onde o Benfica conseguiu assegurar o primeiro lugar à frente de Paris Saint-Germain FC e Juventus FC, fazem qualquer um sonhar com o tão desejado sonho europeu, a conquista. A renovação de magnificência europeia é um sentimento presente, urgente e que faz falta aos adeptos benfiquistas sem sombra de dúvida. Mas será que é apenas um sonho?

    De facto, os encarnados tiveram a fortuna do seu lado no sorteio dos oitavos de final, ao verem o Club Brugge KV como o primeiro adversário a defrontar, aquela que seria a equipa teoricamente mais acessível entre todas as possíveis. Sem desprezar os belgas, de forma alguma, o Benfica contempla-se com uma viagem mais facilitada rumo ao seu destino, a Turquia. Olhando para o resto do sorteio, é possível perceber que logo após a primeira ronda a eliminar dois grandes candidatos ao título vão se retirar tendo em conta que Liverpool FC, Real Madrid CF, PSG e FC Bayern Munique vão jogar entre si (Liverpool vs Real Madrid/ PSG vs Bayern Munique), tornando dessa forma o objetivo subjetivamente mais fácil de concretizar.

    Roger Schmidt Benfica
    Fonte: Paulo Ladeira/Bola na Rede

    Os encarnados na presente temporada têm vindo a provar que são um grande europeu e não têm pavor de enfrentar quem se opõe adiante. A personalidade, a classe, a qualidade e a raça perduram incansavelmente, independentemente do adversário, das circunstâncias ou da ocasião.

    Graças ao histórico arranque de época que as águias estão a realizar e ao caminho traçado para a Liga dos Campeões, a reconquista do velho continente torna-se cada vez mais algo possível de realizar. O retorno da glória europeia é, este ano, sem dúvida algo a considerar e enquanto o sonho for possível, a luz ao fundo do túnel vai-se permanecer sempre acesa.

    - Advertisement -

    Subscreve!

    PUB

    spot_img

    Artigos Populares

    Álvaro Morata é oficialmente reforço do AC Milan

    O AC Milan oficializou a contratação de Álvaro Morata....

    Portugal enfrenta Azerbaijão no acesso ao Euro 2025

    Portugal vai ter que passar por dois play-offs, de...

    Dusan Tadic retira-se da seleção da Sérvia

    Dusan Tadic retirou-se do futebol internacional. O jogador de...

    PSG define preço de Manuel Ugarte

    O PSG poderá vender Manuel Ugarte neste mercado de...
    Guilherme Terras Marques
    Guilherme Terras Marques
    Orgulhoso estudante da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, vê no futebol e na sua cultura uma paixão. É apenas mais um jovem ambicioso que sonha fazer do jornalismo desportivo a sua vida. Escreve com o novo acordo ortográfico