sl benfica cabeçalho 1

Magia: Para quem gosta de futebol, o regresso de Gaitán é uma dádiva. Para o Benfica é uma excelente notícia porque já pode contar com mais um jogador de classe na luta pelo título e para as outras equipas, embora represente mais uma dor de cabeça, também é positivo este regresso porque só defrontando os melhores se pode evoluir. A regularidade exibicional de Gaitán ao longo dos anos, associada à sua projeção internacional – andou por muitos palcos europeus na Champions e foi chamado várias vezes à seleção principal argentina – fazem de “El mago” um caso raro em Portugal, de um jogador que por cá se foi mantendo apesar do assédio de alguns grandes clubes espanhóis e ingleses. Quem viu o jogo que o argentino fez em Moreira de Cónegos, independentemente da cor do seu coração, não tem muito mais a fazer senão render-se à qualidade deste jogador. Que fique por muitos anos.

Justiça desportiva: Passaram dois meses mas o Conselho de Disciplina da FPF lá abriu um processo disciplinar ao (in)disciplinado Slimani. Muito tempo para tomar uma decisão tão simples e óbvia, depois do golpe marcial que este jogador desferiu a Samaris no dérbi entre o Sporting e o Benfica a contar para a Taça de Portugal e que nesse jogo não foi sancionado nem sequer com uma falta – parece incrível mas foi mesmo o que aconteceu, cortesia do desastrado árbitro Jorge Sousa. Só espero que o castigo seja exemplar. Por que não uma punição de 10 jogos de suspensão, à boa maneira britânica, de forma a acabar com a sensação de impunidade deste atleta, que depois do dia 21 de Novembro já agrediu outros tantos colegas de profissão, e de atuar como medida pedagógica para dissuadir futuras agressões no nosso futebol?

Não me abstenho de reconhecer a qualidade técnica e o instinto de goleador do avançado argelino do Sporting mas parece-me claro que a sua conduta dentro de campo ainda deixa muito a desejar. Que o digam Samaris, Aboubakar, Vukcevic (do Braga), a Velázquez (do Arouca) e lista podia continuar. Dá vontade de dizer: que grande avançado, que péssimo desportista!

O pior que há no futebol
O pior que há no futebol

E por falar no tal dérbi da Taça, foi arquivado o pacote de queixas que o Sporting reportou em relação à prestação do árbitro. Não se podia esperar outra coisa face ao grau de ridículo dessas queixas, que mais não eram do que uma compilação de faltas cometidas por jogadores do Benfica. Voltando à agressão de Slimani a Samaris, o Sporting já disse que vai recorrer para o Conselho da Justiça da Federação. Garantia dada pelo novo “cão de fila” de Bruno de Carvalho, que é a triste personagem Octávio Machado. Qual homem perdido pela Amazónia, que só vê verde à frente, desce mais uns degraus na escadaria do ridículo, quando pergunta, indignado aos jornalistas: “Todos falam de uma cotovelada. Vocês sabem como se dá uma cotovelada? O que é uma cotovelada? O Slimani, para evitar o bloqueio de Samaris, fez um movimento de extensão com o braço para o afastar e atingiu-o nas costas”. E ainda remata: “Não espero que Slimani seja castigado, pelo contrário. Seria mau para o futebol português.” Depois disto, os ofendidos anti-Pedro Guerra que pensem duas vezes antes de abrirem a boca.

E numa feliz coincidência temporal, também a Liga, através da sua Comissão de Instrução e Inquéritos, veio por fim a mais um delírio de BdC, com a arquivação da queixa relacionada com os famosos vouchers. Em Outubro, o presidente do Sporting – numa espécie de continuação da conversa da treta do “colinho” que vinha da época anterior e que assentava na patética teoria da conspiração de que o Benfica tinha ganho o seu 34.º campeonato porque foi favorecido pelas arbitragens – tinha insinuado em direto na TVI24, embora sem nunca concretizar (falta-lhe sempre coragem), que o Benfica tentava condicionar a atuação dos árbitros através de um kit composto por uma camisola, quatro jantares e quatro entradas no museu Cosme Damião.

Muita tinta fez correr a ida de Bruno de Carvalho ao "Prolongamento"; Fonte: movenoticias.com
Muita tinta fez correr a ida de Bruno de Carvalho ao “Prolongamento”;
Fonte: movenoticias.com

Mas alguém acha que um árbitro pode ser “comprado” com isto? Sim, a direção do Sporting acha e muitos adeptos leoninos também a avaliar pela reação histérica que tiveram quando o caso veio a público. Como disse na altura, não concordo com a oferta deste kit mas só posso entender a gentileza como uma cortesia sem importância. Diz a Liga que “a oferta ingressa no conceito de ofertas de mera cortesia, lembrança entregue por ocasião dos jogos (sempre no final dos mesmos e sempre na presença de delegados da LPFP) a todos os agentes de arbitragem e delegados da LPFP intervenientes, de modo generalizado e indiferenciado”.

Estarei sempre ao lado do melhor que o futebol tem: as fintas, os “cabritos”, as “cuecas”, os golaços de fora de área, os passes de calcanhar, as tabelas que dão em golo, os estádios cheios. Os outros, o que querem judicializar o futebol e desviar a atenção dos relvados – e que são, afinal, os grandes inimigos deste bonito jogo em que se dão uns pontapés na bola – sairão por onde entraram, pela porta pequena.

Comentários