Anúncio Publicitário

Chiquinho assina pelo SL Benfica depois de uma grande época em Coimbra.

Chiquinho assina pelo SL Benfica depois de um grande época em Moreira de Cónegos.

Anúncio Publicitário

Chiquinho é o clone de Pizzi.

Chiquinho é o clone de Candeias.

Chiquinho integra o plantel para a próxima época.

Chiquinho é dispensado.

Chiquinho vale 690 mil euros.

Chiquinho vale 9 milhões.

O Benfica não recebe um tostão pelo Chiquinho.

Um universo de possibilidades, um multiverso de realidades em volta de Francisco Silva Machado.

Se não fosse a questão temporal estaríamos realmente a falar em realidades paralelas. Contudo a junção destas possibilidades permite-nos criar duas realidades dentro do mesmo universo, duas realidades somente separadas por 12 meses e ligadas pelo factor somatório dos valores monetários – Chiquinho custou ao SL Benfica 690 mil euros + 4,5 milhões (50% do passe e 750 mil condicionantes do apuramento para a Champions). Portanto saiem dos cofres da Luz mais de 5 milhões euros e entram zero.

As negociatas e gestão do plantel na época transacta são as grandes críticas a este negócio. Chiquinho sempre teve valor para o SL Benfica e é incompreensível a sua dispensa após 20 dias de águia. Comprar um jogador para depois o ceder a custo zero – prática já usual – e ainda o ir buscar 11 meses depois por quase sete vezes esse valor… é algo transcendente.

A questão nem está no valor do jogador, a questão está no facto de um clube gastar 4,5 milhões para adquirir um jogador seu que deveria estar emprestado. A roda dos milhões é o grande buraco negro neste universo com um espaço temporal de apenas um ano.

Agora esquecendo os acontecimentos do Verão passado.

Chiquinho é jogador da bola, trata bem a redonda, finaliza, serve os colegas, lê e interpreta o jogo
Fonte: Moreirense FC

Chiquinho chega à Luz por 4,5 milhões de euros (750 mil por objectivos prováveis) sendo que lhe é atríbuido um valor de 9 milhões euros. Uma excelente compra por parte do SL Benfica. O resgate deste jogador é uma das grandes noticias do defeso encarnado.

É que o multiverso de Chiquinho estende-se também aos relvados.

Chiquinho não é o clone do Pizzi mas pode sim jogar na sua posição. Tal como na posição do Félix. Tal como do outro lado onde tem vindo a actuar mais o Rafa. Tal como o terceiro médio num regresso táctico ao passado. O Chiquinho é jogador da bola, trata bem a redonda, finaliza, serve os colegas, lê e interpreta o jogo. O Chiquinho é mais um talento para o carrossel de ataque Lagiano. E com a saída de João Félix e Jonas, Chiquinho é uma lufada de ar fresco para todos os benfiquistas.

Vale os milhões por ele pagos e não deve ser nunca sobrecarregado com o peso dos erros e negociatas de quem dirige o clube.

Chiquinho é mais um motivo para a bola sorrir no Estádio da Luz.

Um péssimo negócio. Uma fantástica contratação.

Foto de Capa: SL Benfica

Anúncio Publicitário