sl benfica cabeçalho 1

Para este novo ano que está a começar, o desejo é o 37 mas que precisam de dois pilares importantíssimos : discurso e empenho.

Relativamente ao discurso é necessário deixar de atirar areia para os olhos dos adeptos e transmitir a real situação do Benfica, para isso é preciso não arranjar desculpas, não se esconder atrás da questão da posse de bola e do fator sorte. É necessário admitir os erros, assumir a falta de qualidade no ultimo terço do terreno e que houve uma péssima aposta no mercado de transferências de verão. Deixar de transmitir a ideia de que é normal todos os insucessos e que o percurso no campeonato é o mais aceitável.

Ao nível do empenho, é necessário uma mudança radical de atitude por parte de certos elementos do coletivo. Aproveitar o mercado de transferências para tratar dos dossiers desses jogadores e assim consequente arrumar a casa, deixando do nosso lado os jogadores que defendam o símbolo da melhor forma e levar outros jogadores a pensarem melhor nas suas decisões de carreira. Tendo em conta a saída prematura das diversas competições o empenho no campeonato terá de ser máximo e notório jornada após jornada.

O 37 não é um objetivo. É uma obrigação Fonte: SL Benfica
O 37 não é um objetivo. É uma obrigação
Fonte: SL Benfica

Não podem existir falhas em jogos com relativa facilidade nem nos jogos mais difíceis onde temos de imperar a diferença e ganhar nem que seja por um golo.

Anúncio Publicitário

Termino este texto desejando o 37 para voltarmos a justificar que somos a maior potência futebolística nacional. Desejo aquilo que todos desejamos para, no mínimo, não olhar para esta época e baixar a cabeça perante os adversários diretos.

Foto de Capa: SL Benfica

Comentários

Artigo anteriorOs 5 melhores jogos de 2017
Próximo artigo8 Jogadores que se retiraram em 2017
O João é benfiquista desde que se lembra. Nascido e criado em Aveiro, com uma experiência de cinco anos de vida em Moçambique, vive em Lisboa desde Agosto de 2015. A acompanhar os jogos do Benfica desde sempre e sem falhar a presença no Estádio da Luz pelo menos uma vez por ano, desde sempre que escreve textos pessoais acerca do Benfica e sobre o futebol em geral. Com coragem para defender e criticar o clube da Luz sempre que for preciso, tem mais interesse pela arte do futebol praticado do que pelas polémicas ou aspectos que mancham o desporto rei.                                                                                                                                                 O João escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.