Kostas Mitroglou tem estado nas bocas dos portugueses. Quer dos media, quer, principalmente, dos benfiquistas que, de “papo cheio”, glorificam os remates sucessivos que só param nas redes da baliza adversário.

O grego está a fazer um ano de 2017 de fazer qualquer ponta de lança invejar. Leva 15 golos em 12 jogos e, estatisticamente, é o melhor ponta de lança da Europa. Tem uma média de golos este ano superior à de Lionel Messi, Cristiano Ronaldo, Lewandowski, Ibrahimovic, Benzema, Aubameyang, entre outros jogadores de elite. A nível nacional, contabiliza 13 golos na Liga NOS, ficando apenas atrás de Bas Dost (18 golos) na lista dos melhores marcadores.

A fase do camisola 11 do Benfica é, de facto, impressionante. Tem sido decisivo em vários jogos, bisou pelo segundo jogo consecutivo pela primeira vez de camisola encarnada, e tem a confiança em alta, esperando-se que não pare por aqui. Aproveitando este período de ouro para Mitroglou, começa a ser coerente compará-lo com a parte interna, com os adversários que também vestem ou vestiram o manto sagrado.

Mitroglou já marcou 49 golos em 78 jogos, o que lhe dá uma média de 0,63 golos por jogo. Neste ano civil, vai com uma média mais impressionante: 1,25 golos por jogo. Quando comparado ao seu parceiro na frente de ataque – Jonas -, que já é o quarto melhor marcador estrangeiro da história do Benfica, o brasileiro conta com 76 golos em 99 jogos, com uma média de 0,77 golos por jogo.

Mitroglou é o homem do momento Fonte: SL Benfica
Mitroglou é o homem do momento
Fonte: SL Benfica

Andando um pouco mais para trás no tempo, mas mais para a frente na lista de melhores marcadores estrangeiros, temos o líder, Óscar Cardozo. O paraguaio tem uns incríveis 172 golos em 293 jogos. Estes números permitem-lhe ter uma média de 0,59 golos por jogo.

Fazendo as contas com o compatriota de Jonas, Lima, este obteve 70 tentos em 144 jogos, ficando com 0,48 golos por jogo. Rodrigo apenas marcou 45 golos em 120 jogos, dando uma média de 0,38 golos por jogo. O eterno Nuno Gomes, contribuiu, durante 12 épocas, com 166 golos em 399 jogos. Média de 0,42 golos por jogo.

Números na mesa, Mitroglou encontra-se com melhor média de tentos por jogo que o goleador Tacuara, mas está ainda atrás do brasileiro Jonas. Os exagerados 172 golos do paraguaio parecem inalcançáveis, a princípio, mas relembro que esteve 7 épocas de águia ao peito e o grego está a cumprir a segunda.

As estatísticas valem o que valem. Contudo, servem para ganhar uma noção de onde nos encontramos neste momento e Mitroglou, olhando para alguns dos goleadores que por cá passaram, está bem posicionado. É um excelente finalizador e, com confiança, até grandes fintas consegue fazer. Decide jogos com frieza e tem-se mostrado muito importante nos sucessos do clube encarnado. Cada vez mais acarinhado pelos adeptos, Mitroglou mostra que tem qualidade imensa.

No fim, o que conta são os golos e o grego anda a marcá-los, sendo material mais do que suficiente para o aclamar. Tem uma média de golos muito interessante, embora ainda atrás de Jonas; mas, melhor que esse é complicado. Só mesmo Eusébio, que em 436 jogos marcou 465 golos e tem uma média 1,07 golos por jogo. Mas este Pantera Negra, este sim é outra conversa.

Resta-nos esperar que continue a marcar. Quer ele, quer Jonas. Qualquer um que envergue o manto sagrado vermelho de águia ao peito. Desde que resulte em vitórias…

Saudações Benfiquistas!

Comentários