sl benfica cabeçalho 1

A antiga Jugoslávia sempre foi uma referência no futebol europeu no que a jogadores de qualidade diz respeito. Principalmente, a partir da segunda metade dos anos 80, após a conquista do mundial de sub-20 por parte da Jugoslávia em 1987, com uma equipa que contava com jogadores como Davor Suker, Pedrag Mijaitovic, Zvoromir Boban e Robert Prosinecki. Alguns jogadores oriundos da Antiga Jugoslávia deram cartas no futebol português, tais como Zlatko Zahovic e Ljubinko Drulovic.

No entanto, apesar do futebol jugoslavo sempre ter tido grandes valores individuais, em termos de equipa nas competições internacionais, nunca conseguiu confirmar o seu valor, realizando prestações à quem das expectativas.

Anúncio Publicitário

Actualmente, a Sérvia, para além de padecer do mesmo mal em termos de selecção, está a tornar-se num país cada vez mais rico naquilo a que se chamam “promessas adiadas” do futebol.

Dois desses jogadores sérvios que tardam em confirmar o seu potencial estão contratualmente ligados contratualmente ao Sport Lisboa e Benfica. Falos dos avançados Igor Saponjic e Luka Jovic. Em Janeiro, o Benfica gastou quase 10 milhões de euros nestas duas jovens promessas do futebol sérvio, mas o rendimento de ambos não tem correspondido às expectativas. Luka Jovic (ex-Estrela Vermelha), marcou quatro golos em 17 jogos pela equipa B, tendo feito mais quatro jogos pela equipa principal, todos eles como suplente utilizado. Igor Saponjic marcou sete golos em 42 jogos pela equipa.

Não estou a dizer que eles foram flops. Para mim, não existem flops com 19 anos. No entanto, há-que analisar a questão do porquê destes dois jovens jogadores tardarem em confirmar o seu potencial. Eu sei que ainda têm muito tempo para isso, mas há-que analisar o que correu mal para que estes se tenham tornado dois “barretes”.

Saponjic não teve oportunidade de se estrear pela equipa principal Fonte: SL Benfica
Saponjic não teve oportunidade de se estrear pela equipa principal
Fonte: SL Benfica

Antes de mais, há que analisar este problema pela raiz e questionar o porquê do futebol sérvio ser actualmente rico em promessas adiadas. Se formos a verificar, as gerações mais recentes de futebolistas sérvios nasceram e/ou cresceram durante a Guerra Civil Jugoslava. Certamente, os jogadores nascidos nesse tempo, tais como Saponjic e Jovic não tiveram uma infância fácil no seu país.