Recentemente, o SL Benfica parece ter garantido a contratação de Pedrinho, extremo pertencente aos quadros do SC Corinthians. O jovem brasileiro, que chegará à Luz apenas no Verão, terá custado às aguias 20 milhões de euros mais a cedência do passe de Yony González (o SL Benfica deverá receber cerca de três milhões pelo seu passe) ao clube paulista. O negócio deverá ser tornado oficial depois do Carnaval.

Pedrinho é um virtuoso criativo brasileiro de apenas 21 anos. O ainda jogador do SC Corinthians joga sobretudo na faixa direita, mas pode perfeitamente ocupar a ala esquerda (até porque o pé esquerdo é o seu pé mais forte) ou até mesmo zonas centrais perto do ponta de lança.

A maior arma do internacional sub23 brasileiro é a sua grande capacidade de desequilíbrio individual e a facilidade que tem no momento do um-para-um.

Virtuosidade é a palavra que melhor descreve o jogador. O toque de bola e a qualidade técnica abundam, sobretudo no seu pé esquerdo. O esférico parece nunca se afastar mais do que uns meros centímetros dos seus pés, tal é a qualidade de receção e progressão com bola.

Anúncio Publicitário

O seu baixo centro de gravidade (1.72m) permite-lhe atingir grande velocidade com e sem bola. Sendo um extremo que joga habitualmente “de pé trocado”, como se diz na gíria, procura sobretudo o espaço interior, onde é capaz de visar a baliza ou servir os seus colegas.

Pedrinho é uma grande contratação por parte dos encarnados
Fonte: SC Corinthians

Pedrinho não é um extremo com muito golo, mas ainda assim tem uma boa capacidade de finalização e sobretudo de remate de longe.

O jovem brasileiro não é dado a grandes movimentos de desmarcação, preferindo sempre receber a bola no pé. No entanto, acho que este género de preferências ou dinâmicas dependeram sempre do contexto no qual o jogador está inserido.

Ao serviço da seleção olímpica do Brasil, no torneio sul americano de qualificação para os Jogos Olímpicos, Pedrinho teve um excelente desempenho. Para além de demonstrar todas as suas já conhecidas qualidades, deixou ainda muito boas indicações sobre a sua qualidade no momento do passe e a boa adaptação a zonas mais centrais do terreno.

A contribuição defensiva e a compreensão mais tática do jogo, algo comum no jogador brasileiro, são características que não estão muito presentes no jogador. Contudo, a adquirição de experiência e mais uma vez o contexto serão fundamentais para que Pedrinho tenha uma boa adaptação ao futebol europeu.

Pedrinho é uma adição perfeita ao plantel encarnado. Dentro das opções de Bruno Lage, não existe um único jogador com grande capacidade de desequilíbrio individual, sobretudo nas alas. Por vezes, em jogos em que o encaixe tático é evidente, a forma como jogadores como Pedrinho fogem à rigidez tática pode ser o necessário para desbloquear a partida.

Creio que era esta a intenção quando Caio Lucas chegou à Luz, mas o extremo acabou por não ser bem-sucedido e regressou novamente ao Médio Oriente.

Pedrinho é típico jogador brasileiro com traços do futebol de rua. É o jogador que é capaz e fazer levantar as bancadas com a sua capacidade técnica. Obviamente padece dos problemas tipicamente associados ao menos organizado futebol brasileiro (comparativamente ao futebol europeu), mas Pedrinho tem quase tudo o que é necessário para ser bem-sucedido ao mais alto nível no futebol europeu (desde que a sua capacidade de trabalho acompanhe o seu enorme talento).

Uma grande contratação por parte dos responsáveis encarnados e que certamente irá trazer muita qualidade ao nosso campeonato.

Foto de capa: SC Corinthians

Revisto por: Jorge Neves

Comentários

Artigo anteriorJoão Sousa, ainda não foi desta
Próximo artigoChelsea FC 0-3 FC Bayern München: Revenge of the 2012
O Gonçalo é atualmente aluno da Escola Superior de Comunicação Social, onde persegue o seu sonho de ser jornalista. Descobriu a emoção do desporto quando assistiu, juntamente com o seu pai, ao clássico entre o Glasgow Rangers e o Celtic. A partir desse momento o desporto tornou-se uma parte fundamental da sua vida. Apaixonado pela prática desportiva, segue o futebol em geral e a NBA religiosamente. Tem dois clubes de coração o Benfica, e o Clube Atlético de Queluz clube da terra, no qual é atleta desde os 6 anos.                                                                                                                                                 O Gonçalo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.