Com o mês de janeiro terminado, cada ponto e cada jogo tornam-se cada vez mais importantes e cruciais para as aspirações das equipas. Para abrir fevereiro da melhor forma, temos, não um, mas dois dérbis lisboetas consecutivos.

O primeiro dérbi é no domingo, para a Primeira Liga. As duas equipas encontram-se a cinco pontos de distância uma da outra, estando o Benfica em segundo lugar e o Sporting CP em quarto lugar no campeonato. Como líder, está o FC Porto, a cinco e a dez pontos de distância, respetivamente.

Se para o Sporting CP o título parece estar demasiado longe para ser concretizável, para o Benfica, o primeiro lugar ainda se consegue ver – embora ao longe -, pelo que este dérbi tem uma importância acrescida para o Benfica, quando comparado ao Sporting.

Os encarnados precisam de manter a pressão no líder, esperando que o FC Porto perca pontos e que deixe as águias dependentes só delas para ultrapassar o rival. Em caso de vitória encarnada e derrota portista, a distância diminui para dois pontos, o que dá aos encarnados a possibilidade de dependerem apenas dos seus resultados para subirem ao primeiro lugar. Porém, em caso de empate, na melhor das hipóteses, colocariam a diferença em quatro pontos – caso o FC Porto perca –, ou, no pior cenário, o título ficaria longe da vista, pois encarnados e portistas ficariam separados por sete pontos. Se os leões saem vencedores, a margem pode ficar nos oito pontos, pelo que só a vitória poderá interessar ao Benfica, pois colocará pressão nos azuis e brancos, que entram em campo em Guimarães já depois do apito final do dérbi em Alvalade.

Foi João Félix quem marcou o golo do empate no dérbi do campeonato na Luz
Fonte: SL Benfica

Assim que a partida for dada como terminada, segue-se a recuperação e a preparação para o jogo seguinte, contra o mesmo adversário, mas desta vez no Estádio da Luz. Benfica e Sporting protagonizam mais um dérbi, neste caso a contar para a primeira mão das meias finais da Taça de Portugal.

Existe um grande relevo nesta partida, pois a segunda mão será disputada na casa verde e branca. Assim, o melhor seria mesmo levar um resultado favorecedor e confortável desde o reduto encarnado para facilitar a passagem à final da prova rainha.

Com o falhanço na Taça da Liga, caindo frente ao FC Porto nas meias finais da prova – vencida pelo Sporting –, o Benfica tem a pressão de vencer as restantes provas em que está inserido. A Taça de Portugal tem de ser um objetivo, assim como a luta constante pelo título de campeão português até à última jornada. São dois embates cruciais que poderão ditar o sucesso ou fracasso do Benfica esta temporada.

Texto revisto por: Mariana Coelho

Foto de Capa: SL Benfica

Comentários