Esta semana falo-vos de Seferovic. SeferoSolução, digamos.

Seferovic é a nova cara do ataque do Sport Lisboa e Benfica. O suíço chegou ao clube da Luz no passado verão de 2017 para reforçar um ataque que tinha perdido Mitroglou e que era composto por Raul e Jonas. Depois de um arranque surpreendente, onde fazia par de ataque com o brasileiro Jonas, Rui Vitória optou por tirar o ponta-de-lança e apostar num novo esquema tático de 4-3-3.

Depois dessa época, onde quase nunca mais se viu o jogador em destaque, o número 14 das águias viu-se com a vida complicada com a chegada de duas caras ao plantel encarnado. Ferreyra e Nicolas Castillo. Contudo, com a lesão do camisola 10, Jonas, e com a má forma de Ferreyra e misteriosa ausência de Castillo, o treinador do Sport Lisboa e Benfica viu-se obrigado a usar a opção Seferovic para atacar o objectivos da equipa.

Assim sendo, apresento-vos, o renascido Seferovic.

Este Seferovic é um jogador muito mais completo que aquele que conhecemos na temporada passada. Na temporada passada vimos um avançado ponta-de-lança que aguardava bolas de Jonas ou dos extremos. Hoje, temos um Seferovic mais falso 9 que joga com muita facilidade de costas para a baliza e que rapidamente se torna uma flexa para a baliza adversária. O internacional helvético é hoje um jogador para a equipa, semelhante a Jonas, onde a sua função além de matador, como qualquer avançado, é também dar apoio ao meio campo e aos extremos. Ao meio campo de uma forma a que a bola não seja perdida no processo ofensivo, aos extremos para que estes possam fazer diagonais para o centro e serem assim jogadores mais próximos do último terço do terreno.

Seferovic foi a figura do jogo frente ao FC Porto
Fonte: Bola na Rede/Carlos Silva

A questão agora é se Rui Vitória tirará Seferovic para a colocação de Jonas nos onzes iniciais. Seferovic está a render golos e bom futebol, está a agradar os adeptos e simpatizantes do clube mas acima de tudo está a ter o efeito que Rui Vitória pretende.

Anúncio Publicitário

Mas e voltar a juntar Seferovic com alguém? Seria claramente com Jonas mas… Será que o rendimento da equipa seria o mesmo? Já vimos que Jonas apoia bem e que assim, com o suíço solto na área, temos um Jonas mais distribuidor de jogo do que avançado e sem dúvida que, com uma defesa sólida, a equipa rende com o esquema tático de 4-4-2.

 

Foto de Capa: Bola na Rede/Carlos Silva

Artigo revisto por: Beatriz Silva