Anúncio Publicitário

sl benfica cabeçalho 1

Mais uma venda estratosférica na era de Luís Filipe Vieira à frente do Clube. 35 milhões de euros (mais 45 milhões variáveis por objectivos) por Renato Sanches, que em Outubro último jogava na UEFA Youth League e não passava de uma “grande promessa” do Caixa Futebol Campus. Oito meses volvidos, o jovem de 18(!!!) anos vê-se transferido para um dos maiores clubes do futebol mundial depois de muito ter contribuído para que o Benfica se endireitasse rumo a um possível tricampeonato.

Se esse almejado tricampeonato chegar mesmo no próximo domingo, o Benfica muito o deve a Renato Sanches, que é hoje, já, um extraordinário número 8 com uma invulgar capacidade física e explosividade que lhe permite “queimar” linhas como poucos jogadores no panorama do futebol europeu. Tem muitos defeitos? Tem, claro. Ainda nos Barreiros um desses defeitos podia ter custado uma época ao clube da Luz. Mas recordemos que atingiu a maioridade apenas há alguns meses atrás e já teve de suportar uma das mais dementes campanhas feitas contra um jogador na comunicação social portuguesa. Só um predestinado como aparenta ser conseguia pegar numa equipa em cacos e organizá-la em seu redor. Tudo isto com 18 anos, repito.

Anúncio Publicitário

Há que destacar, também, a celeridade e a forma como discreta como este negócio foi fechado, evitando-se toda a novela costumeira em fenómenos como este. Ainda assim, percebe-se agora a quebra de rendimento de Renato Sanches nos últimos tempos. Desportivamente, a escolha do Bayern Munique parece-me a mais acertada: um clube estável, vencedor, longe do circuito da Gestifute e de Jorge Mendes, e que permitirá um saudável desenvolvimento ao jogador, longe do mediatismo (que tantas carreiras já custou) de um clube como o Real Madrid, por exemplo. Ao Benfica, resta-lhe aceitar que está inserido num mercado pequeno como é o do futebol português e encontrar um substituto à altura para o lugar de Renato. Dinheiro para isso não faltará.

Renato Sanches tem todas as condições para se tornar num médio de topo do futebol europeu no Bayern Fonte: SL Benfica
Renato Sanches tem todas as condições para se tornar num médio de topo do futebol europeu no FC Bayern
Fonte: SL Benfica

Também me parece uma escolha mais acertada do que uma possível mudança para o Manchester United, dada a instabilidade que se vive em Old Trafford nesta fase. Muito provavelmente, a indefinição da chegada (ou não) de Mourinho ao colosso inglês terá atrasado todo o processo e o gigante alemão ganhou a corrida. No Bayern terá o conforto de “ser mais um”, coisa que não aconteceria em alguns outros possíveis destinos de Renato Sanches. Além disso, no futebol alemão terá um nível de exigência maior em relação aos aspectos que tem a desenvolver no seu jogo – em Inglaterra poderia focar-se (quase exclusivamente) no jogo físico e, com isso, “esquecer-se” do resto.

Financeiramente, como já referi, os 35 milhões de euros no imediato são, por si só, uma quantia soberba. Se os vale neste momento? Claro que não. Pode valer muito mais daqui a pouco tempo? Pode. Mas o futebol é o momento e também poderá flopar em Munique. Hoje em dia, o potencial é que faz o preço e negar o potencial (ainda em que estado selvagem) é simplesmente impossível. Mesmo que os 45 milhões de euros adicionais mediante objectivos sejam muito difíceis de alcançar, bastarão 15 (!) desses 45 para que esta transferência figure nas 20 maiores de sempre da história do futebol. Mais um brilhante acto de gestão de Luís Filipe Vieira, que enche os cofres encarnados numa época em que ainda chegarão mais alguns (muitos) milhões provenientes da excelente campanha europeia.

Foto de capa: SL Benfica

Anúncio Publicitário