Começo esta minha intervenção a perguntar “até quando?”. Uma pergunta simples, à qual gostava de ter uma resposta convincente. Sinceramente, há situações que vão ocorrendo dentro do Sport Lisboa e Benfica que me deixam com cada vez menos palavras para descrever o que vou sentindo.

Apesar de eu ter cada vez menos palavras, o mesmo não vai acontecendo com Rui Vitória, que, semana após semana, tem vindo a aumentar o seu leque de frases e considerações tristes, vazias e completamente desajustadas. Eu continuo a pensar em que raio de mundo vive o treinador do SL Benfica e até hoje não consegui chegar a uma conclusão. Mas que é num mundo à parte, numa realidade paralela, disso não tenho a menor dúvida. Por vezes, pergunto-me se acreditará mesmo nas coisas que diz ou se simplesmente as diz para se escudar e convencer a si próprio do pouco jeito que tem para este espectáculo que é o Futebol.

Após o jogo na Madeira contra o CS Marítimo, Rui Vitória surpreendeu (sim, apesar de tudo continua a surpreender!) com um “mostrámos toda a nossa qualidade”. Após um jogo fraquíssimo, em que precisámos de um penalty para marcar e resolver o jogo, o treinador do SL Benfica defende que se mostrou toda a qualidade.

Melhor: a “nossa”. Mas qual “nossa”? A “nossa”, do Glorioso Sport Lisboa e Benfica, não foi de certeza. Estaria a falar em nome da equipa técnica? Em seu nome? Não entendo como Rui Vitória tem a ousadia de dizer que se fez um jogo de qualidade, quando foi mais um jogo mau, sofrido, sem chama. Além destas declarações, Rui Vitória mostrou-se também descontente por não ter tido bola na recta final do encontro. Aqui até entendo a sua parte, pois eu também ficaria descontente se o resultado fosse 0-1 e a minha equipa não tivesse a posse de bola controlada.

O que eu nunca faria era retirar jogadores como Jonas e Zivkovic do encontro. Ou talvez não colocaria um jogador com as características de João Félix somente aos 90 minutos, como que numa tentativa de “queimar tempo”. Não, esta não é a “nossa” qualidade. Esta é a qualidade de um treinador que, quase quatro anos depois, ainda não percebeu em que clube está.

Os adeptos do SL Benfica merecem mais respeito e menos areia enviada para os olhos
Fonte: SL Benfica

Não satisfeito, Rui Vitória decidiu bisar. Na conferência de imprensa de antevisão do encontro frente ao CDC Montalegre relativizou uma vez mais a contestação pela qual tem vindo a passar. Quando confrontado sobre as críticas dos adeptos benfiquistas após o jogo com o CS Marítimo, o treinador do SL Benfica perguntou “quais benfiquistas” é que o teriam criticado, dizendo depois que a equipa havia saído de campo debaixo de aplausos.

Ora, apesar de já mostrar aqui uma gritante falta de noção, eu quero acreditar que com a pergunta “quais benfiquistas?” Rui Vitória estaria somente a pedir que se enumerasse os benfiquistas que o haviam criticado e que não estivesse, de forma sonsa e baixa, a querer dizer que quem o critica é menos benfiquista. Vou acreditar que não é o caso e que aqui Rui Vitória estaria a “viajar na maionese”, perdido no seu universo paralelo.

“Foi um jogo de Taça, em que sabemos que é normal as equipas de escalão inferior se transcenderem. O CDC Montalegre acabou por fazer uma boa exibição e faltou fluidez ao nosso jogo, mas mérito ao adversário.” – Brutal hat-trick de Rui Vitória no espaço de uma semana! Apresentámos uma qualidade futebolística inferior à do oitavo classificado da série A do Campeonato de Portugal, mas a desculpa que o treinador do SL Benfica decidiu dar foi que a equipa transmontana se transcendeu por ser um jogo de Taça e “acabou por fazer uma boa exibição”.

Se não fosse tão triste até dava para rir. Justificar com uma questão de motivação a boa exibição de uma equipa do Campeonato de Portugal, que mostrou ter um modelo de jogo bem mais trabalhado que o do SL Benfica, é simplesmente surreal. Mais uma vez, Rui Vitória perdido na sua realidade paralela.

Termino esta minha intervenção da mesma forma como a comecei: a perguntar “até quando?”. Até quando vamos relativizar a situação que atravessamos? Até quando vamos levar com frases feitas e cheias de lugares comuns? Até quando vamos ter qualquer equipa minimamente competente a bater-se olhos nos olhos connosco, simplesmente porque o nosso treinador desvaloriza… o treino? Até quando vamos assistir ao gozo público e faltas de respeito constantes para com os sócios, adeptos e a própria instituição Sport Lisboa e Benfica?

Até quando?

Foto de Capa: SL Benfica

Comentários