Anterior1 de 4Próximo

Em encontro da última jornada da Liga dos Campeões, o SL Benfica venceu pela margem mínima o AEK. Com as duas equipas arredadas da passagem aos “oitavos”, o jogo na Luz servia somente para cumprir calendário, embora o triunfo fosse importante para garantir o prémio de vitória.

Gedson Fernandes e João Félix foram as novidades no onze inicial, quando comparado com o último jogo, para o campeonato, frente ao Vitória FC, no estádio do Bonfim, em Setúbal. Jonas, Fejsa, Ferreyra, Lema e Salvio não entraram na convocatória.

Não houve grandes momentos a retirar da primeira parte. O Benfica tomava controlo da posse de bola, mas isso não significava nada a favor dos “encarnados”. Muita troca de bola em progressão nas alas da Luz, mas no momento de chegar à área, nada se efetivava.  O que realmente fica de destacar nos primeiros 45 minutos é a substituição forçada de Rafa aos 34 minutos por lesão. Zivkovic rendeu o camisola 27 no lado direito do ataque.

A segunda parte seguiu a mesma tendência. Partida muito apática que só teve alguma animação a partir da hora de jogo. Após um canto, Olkonokov faz um cabeceamento que passa muito perto do poste direito de Vlachodimos. Os “encarnados” respondem bem, logo de seguida, com Seferovic a fazer um remate que acaba inofensivo nas mãos de Berkas.

No meio de muitos assobios impacientes dos adeptos do Benfica, o avançado suíço surge novamente, aos 70 minutos, para proporcionar o lance mais perigoso do jogo. Cruzamento de Zivkovic do lado direito e cabeceamento de Seferovic ao primeiro poste a ir à barra de baliza do AEK. Cinco minutos depois, novo lance com o suíço a conseguir desembaraçar-se da desmarcação do defesa central do AEK e do guarda-redes à entrada da área. Com a baliza algo aberta, o avançado passa para Grimaldo rematar, mas sem perigo para o AEK.

Seferovic volta a surgir ao minuto 79 a aparecer um pouco atrás para fazer um passe de primeiro toque a isolar Gedson Fernandes. O jovem médio rematou já com o guarda-redes bem perto, que encostou para campo. Os adeptos do Benfica iam-se animando com alguns lances deste tipo, mas a impaciência imperou, e de que maneira, no Estádio da Luz.

Grimaldo foi dos mais esclarecidos do lado encarnado
Fonte: Carlos Silva/Bola na Rede

Aos 86 minutos, Galanopaulos fez falta sobre Gedson Fernandes à entrada da área da sua equipa, recebeu o segundo cartão amarelo e o consequente vermelho. Chamado a cobrar o livre, Alejandro Grimaldo remata para o ângulo direito da baliza de Barkas e faz o golo solitário da partida (1-0). O Benfica ganhou embalo depois do golo. Novamente, Seferovic a surgir com um remate potente do lado esquerdo da área com o pé direito à barra.

Com este resultado, o Benfica despede-se da Liga dos Campeões no terceiro lugar do grupo E, com sete pontos conquistados. A partir de fevereiro, as “águias” irão disputar os 16 avos-de-final da Liga Europa, fase em que serão sorteados como cabeças de série. A passos largos para o Natal, segue-se uma ida à Madeira, em jogo do campeonato, frente ao CS Marítimo.

Onzes iniciais:

SL Benfica: Vlachodimos; Grimaldo, Ruben Dias, Jardel e André Almeida; Alfa Semedo, Pizzi (Cervi 59’) e Gedson Fernandes; João Félix (Castillo 75’) Rafa Silva (Zivkovic 34’) e Seferovic.

AEK de Atenas: Barkas; Bakakis, Olkonomou, Chygrynskiy e Hult; Cosic, Morán (Rodrigo Galo 77’) e Galanopoulos; Boye (Mantalos 67’), Klonaridis (Gianniotas 61’) e Ponce.

Anterior1 de 4Próximo

Comentários