Anterior1 de 4Próximo

Num jogo a contar para a sétima jornada da Primeira Liga, o SL Benfica recebia o Vitória FC, que ocupava o 11.º posto na tabela classificativa. Os encarnados queriam voltar às boas exibições e vencer, pressionando assim o líder FC Famalicão. Já os sadinos, que só têm um golo marcado em todo o campeonato e com sete pontos, queriam fazer uma boa exibição e sair do Estádio da Luz com alguma coisa positivo. Embora fosse difícil, no futebol não há mesmo impossíveis.

Minutos iniciais com domínio dos encarnados a meio campo e com os sadinos a tentarem sair a jogar através de transições rápidas. Porém, nenhuma das duas equipas estavam a ser eficazes na sua estratégia inicial. O Benfica tinha dificuldade em ligar jogo entre a defesa e o ataque e o Vitória não conseguia sair porque as transições eram sempre travadas a meio campo.

O cronómetro marcava o meio da primeira parte e não havia história nesta partida… nem remates à baliza. Se tem problemas em adormecer este seria um bom remédio para ultrapassar isso, porque era o que devia estar a acontecer a maioria dos adeptos presentes no Estádio da Luz.

Defesa muito compacta no centro do terreno por parte dos sadinos que não deixava o Benfica chutar como normalmente faz: de uma das aulas para o meio. O Vitória estava a ter muito mérito defensivamente, pois não permitia ao melhor ataque da liga nem sequer rematar à baliza defendida pelo georgiano Makaridze.

Foi preciso esperar 35 minutos (!) para que aparecesse o primeiro remate à baliza na partida. A ocasião foi criada por Pizzi, que tentou rematar de cruzado, mas Makaridze conseguiu defender de forma algo desajeitada. Nem assim foi criado demasiado perigo na baliza dos sadinos.

As duas formações recolheram aos balneários com um nulo na partida e os adeptos nas bancadas estavam impacientes, pois queriam uma exibição melhor por parte da sua equipa. E esperemos que na segunda parte possamos assistir a um jogo mais animado e com mais oportunidades de golos… Porque emoção nesta partida? Havia zero…

A primeira parte deste SL Benfica e Vitória FC não foi dos mais animados… ou com remates à baliza
Fonte: Carlos Silva/Bola na Rede

A segunda parte começou com uma boa oportunidade para o Vitória FC. O marroquino Hachadi entrou em profundidade pelo corredor esquerdo e depois só preciso de rematar à baliza de Vlachodimos. A sorte do Benfica foi que o avançado sadino acabou por acertar mesmo na malha lateral da baliza encarnada.

Ao minuto 56, os adeptos pediam penalti sobre Rafa. A jogada começa com um excelente passe de Gabriel para Rafa. Depois o extremo português percorre a ala direita toda e acaba por ser derrubado por Pirri. Nas bancadas pedia-se penalti e houve um coro de assobios para o árbitro Tiago Martins. A verdade é que o VAR Bruno Esteves nada disse ao juiz da partida e o jogo prosseguiu.

Não foi à primeira, foi à segunda. Aos 64 minutos, primeiro foi o remate de Ferro a levar perigo à baliza sadina que deu uma boa defesa de Makaridze. Desse lance a bola sobrou para Rafa que pegou novamente na jogada e continuou-a. O pequeno toque de Makaridze, depois do cruzamento do 29 encarnado, deixou a bola para o recém-entrado Vinicius, que tirou o guarda-redes georgiano do caminho e algo atrapalhado conseguiu rematar para o fundo da baliza. Estava aberto o marcador na Luz e era o 1-0 a favor dos encarnados.

Ao minuto 80, Taarabt tem uma entrada imprudente e acaba por ser expulso. O marroquino do Benfica acabou por ser aplaudido intensamente pelos benfiquistas. O SL Benfica tinha dez minutos para jogar em inferioridade numérica e o Vitória FC procurava agora chegar ao empate e talvez quem sabe ao primeiro golo fora da temporada.

Ainda que os encarnados estivessem em inferioridade numérica, do jogo não houve mais nada a destacar de oportunidades de perigo. Assim o Benfica ganha esta partida pela margem mínima, e também com serviços mínimos, frente a um Vitória que deu luta até ao final. Os sadinos continuam sem vencer fora de portas e continuam sem abanar as redes adversárias em jogos fora do Estádio do Bonfim. Já os encarnados são líder à condição e esperam pelo resultado do FC Famalicão e de FC Porto para saber se continuam líderes ou apenas no segundo lugar.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES

SL Benfica – Vlachodimos (GR), André Almeida (Tomás Tavares, 78’), Rúben Dias, Ferro, Grimaldo, Fejsa (Gabriel, 45’), Taarabt, Pizzi (Vinicius, 59’), Rafa, Gedson e Seferovic

Vitória FC – Makaridze (GR), André Sousa, Pirri, Artur Jorge, Sílvio, Nuno Valente, José Semedo, Leandrinho (Carlinhos, 70’), Hildeberto (Zequinha, 64’), Brian Mansilla e Khalid Hachadi (Ghilas, 74’)

Anterior1 de 4Próximo

Comentários