Anterior1 de 3Próximo

sl benfica cabeçalho 1À 14ª jornada do campeonato, encontraram-se o Benfica, que apesar do terrífico resultado nas competições europeias, quis provar que está na luta pelo título e conseguiu vencer um o Estoril que se encontra na derradeira posição da tabela mas bateu-se bem na Luz.

Rui Vitória apresentou a tática e onze habituais dos últimos jogos para o campeonato e aos 13 minutos deu logo frutos, com Salvio, ao segundo poste, a fazer o primeiro golo da partida, assistido por Franco Cervi. Pouco depois, seis minutos para ser precisa, o mesmo Sálvio, recebe de André Almeida e assiste Jonas, que ganha a frente dos centrais canarinhos, e bateu Moreira, sem qualquer hipótese de defesa para o antigo guarda-redes do Benfica. Ainda foi preciso o VAR validar mas não restaram dúvidas e estava feito o 2-0!

O Estoril de quando em vez lá chegava mais perto de Varela mas sem eficácia e com o espaço que ia dando e que o Benfica foi sabendo aproveitar, as constantes investidas ao meio campo adversário ia surgindo, principalmente pelos pés de Sálvio que estava imparável no flanco direito.

Aos 34 minutos, a primeira grande defesa da noite de Bruno Varela e primeira grande oportunidade de pontuar para o Estoril, mas que só acabou por acontecer pouco antes do apito do final da primeira parte. Kléber a mostrar que o Estoril não estava a dormir e de cabeça, leva a bola à trave e esta acaba por entrar, não dando qualquer hipótese ao guarda redes Varela.

O regresso do intervalo foi feito sem alterações em ambos os onzes mas o Estoril entrou bem e foi o guarda-redes benfiquista que evitou o empate. Claramente motivados pelo golo, estavam a discutir o jogo na Luz mas o Benfica, por sua vez, também não foi dando tréguas.

Fonte: SL Benfica
Fonte: SL Benfica
Anúncio Publicitário

Ao minuto 50, Lucas Evangelista, que fez um bom jogo, consegue um livre muito próximo da área encarnada mas a bola foi muito por cima da baliza. A resposta veio logo depois mas Cervi perde a bola pela linha de fundo.

O Benfica não parava de atacar e o 3-1 chegou aos 59 minutos, numa jogada brilhante de um senhor que já merecia um golo há muito, Krovinovic, que combinou com Cervi e se estrou a marcar para o campeonato de águia ao peito.

Os canarinhos não baixaram os braços e de tal forma que Kléber, coloca o seu braço esquerdo na bola para bisar na partida mas o VAR interveio e invalidou anulou o golo do lado do Estoril.

Fejsa saiu para entrada de Andreas Samaris, que ajudou a reforçar o meio campo encarnado, numa noite em que o Benfica conseguiu ser superior os 90 minutos, sobre um Estoril que se fez sempre aos golos e nunca se deu por vencido. Logo depois, ao minuto 79, saiu Salvio que foi rendido por Rafa. Do lado do Estoril, Ivo Vieira, fez sair Boa-Morte, muito presente no jogo, e fez entrar para o seu lugar, Aguilar Jorman.

A última substituição fez-se aos 84 minutos, tendo o treinador trocado Jonas por Raul Jimenez.

Ainda houve tempo para os canarinhos ganharem um livre e um canto subsequente, mas não conseguiram alterar o marcador e o Benfica conquistou a sétima vitória consecutiva.

Sabemos que ainda há muito por jogar mas o caminho faz-se ganhando e hoje foi mais uma vitória que permite ao Benfica manter-se nas posições cimeiras. Como se costuma dizer, não interessa como começa mas sim como acaba!

Anterior1 de 3Próximo

Comentários