SL Benfica x FC Barcelona | Grande oportunidade para derrotar culés 60 anos depois

    Liga dos Campeões, 2.ª Jornada, Fase de Grupos: quarta-feira, 20h00, 29 de setembro de 2021

    ANTEVISÃO: FC BARCELONA AO ALCANCE DO SL BENFICA NO “PÓS-MESSI”

    Foi em Maio de 1961 que o SL Benfica registou a primeira e única vitória sobre o FC Barcelona. Em setembro de 2021, tem uma oportunidade de ouro para remendar um historial escasso, pobre e tímido frente aos catalães, aproveitando-se assim do momento de menor fulgor espanhol.

    Depois de um verão muito conturbado, o FC Barcelona vai tropeçando na primeira época sem a presença de Lionel Messi desde 2003 – naturalmente, a transição não está a ser pacífica, com muitos focos de instabilidade dentro e fora dos relvados.

    Cabe ao SL Benfica e a Jorge Jesus aproveitar as muitas fragilidades de um conjunto em crise: a máquina parece estar oleada, mas há desconfianças do lado português, mais não seja pelo respeito que o emblema adversário merece.

    Os blaugrana iniciaram novo período no fim-de-semana, depois de uma vitória convincente (3-0) frente ao Levante e do regresso de Ansu Fati, o novo camisa dez do clube. Koeman ganha novo fôlego depois de resultados menos favoráveis frente ao Cádiz e FC Bayern.

    A derrota contra os alemães mete pressão no técnico holandês, que se vê obrigado a vencer em Lisboa para alimentar esperanças numa época tranquila e para afastar os fantasmas de uma possível demissão, muito discutida em Camp Nou nos últimos tempos.

    Ainda que não possa contar com Jordi Alba, que se mantém afastado pelo departamento médico tal como Ousmane Dembelé, Braithwaite ou Sergio Aguero, vê regressar à convocatória Sergi Roberto e Pedri, o wonderkid que deverá entrar diretamente para a titularidade.

    Conhecedor da realidade lusitana pela experiência na Luz (2005-06), o técnico holandês explica que “«a mentalidade portuguesa é de controlar a partida e com qualidade na frente para surpreender o adversário”, antevendo forte apoio das bancadas da Luz: “Sei o ambiente que pode haver no estádio e da força que o Benfica tem em casa”.

    Jorge Jesus, por seu turno, é um homem confiante. Satisfeito com a vitória incontestável no ‘Castelo’ de Guimarães, afirma que não existiu grande diferença entre as preparações do confronto de fim-de-semana e aquelas exigidas para esta quarta-feira.

    “Para nós, jogar com o Barcelona ou em Guimarães é igual. A ideia é dificultar esta equipa, sabendo que ela sai da nossa zona de pressão porque tem qualidade para isso, mas preferimos arriscar. Não queremos mudar a nossa ideia de jogo”, afirmou, terminando com remate pertinente e que revela muita cautela por parte da equipa técnica encarnada: “Se deixas esta equipa com muito espaço entrelinhas morres com facilidade”.

    Sem nenhuma ausência de relevo, foi notado o regresso de Radonjic durante a semana, depois de ter estado a contas com uma lesão no adutor direito. O grande protagonista encarnado na antevisão ao encontro acabou por ser Alex Grimaldo, que numa entrevista ao jornal catalão Sport acabou por afirmar que não irá festejar caso marque.

    O jogo desta quarta-feira será arbitrado pelo árbitro italiano Danielle Orsato.

     

    10 DADOS RÁPIDOS

    1. De lá (60-61) para cá, seis jogos entre as duas equipas: três empates e três vitórias blaugranas.
    2. O registo benfiquista é partilhado pelo CF Os Belenenses (uma vitória, três empates e três derrotas), segundos classificados no ranking das equipas portuguesas: o FC Porto é a que melhor se bate contra culés, como provam as cinco vitórias em oito jogos.
    3. O registo encarnado contra adversários oriundos do país vizinho também está pronto para ser contrariado: apenas seis vitórias em 25 jogos – até ao triunfo no Calderón madrileno (1-2 em 2015-16), o SL Benfica não ganhava a castelhanos desde 1982-83 (Bétis, 1ª eliminatória da Taça UEFA).
    4. Em quatro jogos contra o ‘Barça’, o melhor que Jorge Jesus alcançou foi um empate na Catalunha (0-0, 2012-13);
    5. Aliás, o registo do técnico português contra equipas espanholas é manifestamente pobre: uma vitória (2-1 vs Atlético Madrid em 2017-18) em nove jogos, com apenas três golos marcados
    6. Ronald Koeman nunca defrontou clubes nacionais enquanto técnico principal de uma equipa estrangeira mas este jogo será uma reedição, desta vez no banco contrário: em 2005-06, ao comando dos encarnados, defrontou o ‘seu’ Barcelona nos Quartos-de-final da Liga dos Campeões – empate a zero na Luz, Ronaldinho e Eto’o resolveram em Camp Nou
    7. A maior experiência europeia dos catalães atesta-se pelos números: distribuídas pelo onze mais provável estão 616 aparições em provas da UEFA (Busquets e Piqué, com 123 e 124, destacam-se naturalmente). No onze encarnado são 437, com Vertonghen a exibir-se como comandante – 107, quase trinta a mais do que Otamendi, que conta 79.
    8. Do lado do FC Barcelona, cinco desses onze prováveis titulares já defrontaram o SL Benfica: Piqué, Busquets, Frenkie de Jong, Luuk de Jong e Depay. Só os dois últimos perderam – Luuk ao serviço do Twente (2011-12) e Memphis ao serviço do Lyon (2019-20).
    9. No onze dos encarnados, encontram-se quatro: Otamendi – o único que sabe o que é ganhar (pelo Valência) -, Vertonghen, Lázaro e Weigl. Pizzi também, ao serviço do Atlético e Espanyol (3 derrotas), ainda que não seja esperada a sua inclusão nos titulares. André Almeida é o único no plantel que sobrevive desde o último confronto entre SL Benfica e FC Barcelona, em 2012-13.

    10. O SL Benfica falhou a qualificação para a fase seguinte nas duas ocasiões que se juntou ao FC Barcelona numa fase de grupos – 1991-92 e 2012-13.

     

    JOGADORES A TER EM CONTA

    João Mário tem sido o grande impulsionador do bom futebol que o SL Benfica tem praticado
    João Mário tem sido o grande impulsionador do bom futebol que o SL Benfica tem praticado
    Fonte: Carlos Silva/ Bola na Rede

    João Mário (SL Benfica) – Maestro do meio-campo encarnado, terá sobre os seus ombros a responsabilidade de assegurar o controlo da posse de bola: gerindo-a melhor do que ninguém no plantel, João Mário encontra em Weigl o seu fiel escudeiro no domínio das operações na intermediária.

    Do outro lado terá o teste definitivo às suas próprias capacidades e às da parelha, medindo forças com Busquets e companhia – terá o SL Benfica a dimensão europeia que o seu jogo vem denunciando?

     

    Memphis (FC Barcelona) – A partir da esquerda ou como falso nove, o holandês assume o protagonismo na nova era culé enquanto principal estrela do conjunto. Terá muito a dizer nos momentos decisivos e pelos seus pés passarão a maioria das grandes oportunidades da equipa, situação a ser analisada cuidadosamente por Lázaro e Lucas Veríssimo.

     

    XI´S PROVÁVEIS

    SL Benfica: Odysseas; Lucas Veríssimo, Otamendi e Vertonghen; Lázaro, Weigl, João Mário e Grimaldo; Rafa, Darwin e Yaremchuk.

    Treinador: Jorge Jesus

    “Os jogadores que temos para o ataque conhecem-se cada vez melhor e tenho várias opções para escolher conforme o momento e condição física de cada um e da estratégia que tenho para o jogo. São questões diferentes para decidir, mas com a certeza que a qualidade está lá e, qualquer que seja a minha escolha, o rendimento da equipa nunca irá baixar”.

     

    FC Barcelona: Ter Stegen; Mingueza, Piqué, Eric García e Dest; Busquets, Frenkie de Jong e Pedri; Coutinho, Memphis e Luuk de Jong.

    Treinador: Ronald Koeman

    “Não sei se é a equipa mais em forma, mas sabemos que é uma equipa forte. Tenho a experiência de saber o quão grande é. Vai ser um desafio muito bem jogado. Precisamos de obter um bom resultado e são duas equipas com dois estilos diferentes. Creio que podemos esperar uma partida interessante”.

    PREVISÃO DE RESULTADO: SL BENFICA 2-1 FC BARCELONA
    - Advertisement -

    Subscreve!

    Artigos Populares

    Assembleia Geral do Benfica vai ser realizada no Estádio da Luz

    A Assembleia Geral do Benfica mudou para o Estádio...

    José Mourinho quer levar Jota Silva para o Fenerbahçe

    José Mourinho continua a busca por reforços. Jota Silva,...

    Renato Coimbra troca Amarante pelo Lusitânia Lourosa

    Renato Coimbra foi oficializado como novo treinador do Lusitânia...
    Pedro Cantoneiro
    Pedro Cantoneirohttp://www.bolanarede.pt
    Adepto da discussão futebolística pós-refeição e da cultura de esplanada, o Benfica como pano de fundo e a opinião de que o futebol é a arte suprema.