2019 está perto do fim e está na altura de eleger os destaques, quer sejam pela positiva, quer sejam pela negativa, do Sport Lisboa e Benfica.

O ano que agora finda foi um ano agridoce para os encarnados. O principal objetivo – a conquista do tão almejado “37” – foi alcançado, terminando o campeonato com mais dois pontos que o Futebol Clube do Porto. A conquista da Supertaça, diante do Sporting CP, por uns incríveis 5-0, ajudaram a que o ano de 2019 fosse um ano encarnado.

Ainda assim, as restantes competições internas não foram conquistadas. Na Taça de Portugal, o Benfica caiu nas meias finais frente ao seu eterno rival, Sporting. Na luta pelo “caneco” da Taça da Liga, o carrasco dos encarnados foram os dragões, que venceram o glorioso na “final-four” da competição por três bolas a uma.

A luta pela glória europeia também não correu de feição à equipa das águias, que se viram eliminados na fase de grupos da Liga dos Campeões, tendo caído para a Liga Europa. Contudo, na segunda competição de clubes mais importante organizada pela UEFA, o Benfica chegou aos quartos de final, tendo saído derrotado da mesma, pelo Eintracht Frankfurt, que conseguiu vantagem pelos golos marcados fora do seu reduto.

Anúncio Publicitário

Nesta temporada, espera-se que melhores resultados apareçam. Eliminado da Taça da Liga e da Liga dos Campeões, o SL Benfica é líder isolado da Primeira Liga, defrontará o FK Shakhtar em jogo a contar para os 16 avos de final da Liga Europa e tem pela frente o Rio Ave FC na meia final da Taça de Portugal.

Foi, então, o ano em revista, mas ainda falta falar dos protagonistas desta história.

1
2
3
4
Artigo anteriorO Passado Também Chuta: Steven Gerrard
Próximo artigoSporting CP: Jogador do Ano, Desilusão e Revelação de 2019
Licenciado em Ciências da Comunicação, é no jornalismo desportivo que o Bruno encontra a sua razão de viver. A paixão pelo futebol foi-lhe incutida desde cedo, tendo até tido passagens pelas escolas de formação do Sport Lisboa e Benfica. O desporto sempre fez parte do seu quotidiano e agora, fora de campo, segue atentamente a atualidade desportiva, nacional e internacional.                                                                                                                                                 O Bruno escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.