O mercado de transferências de inverno aproxima-se e, por consequência, as equipas procuram as melhores opções para melhorar os seus plantéis. O Sport Lisboa e Benfica não é exceção à regra e já há nomes em cima da mesa.

Yony González tem sido apontado como reforço encarnado já no próximo mês de janeiro e chegará para colmatar algumas lacunas que, também elas, são ainda meramente hipóteses. Confuso? Eu explico.

O SL Benfica tem, no seu plantel, várias soluções para as extremidades do seu jogo ofensivo. Cervi, Caio Lucas, Jota, Gedson, Rafa Silva, Pizzi, Chiquinho e Zivkovic são os extremos que podem ser usados por Bruno Lage para montar a formação encarnada.

Ora, se não faltam jogadores para esta posição no plantel do glorioso, então qual a razão de contratar mais um? Bem, Zivkovic está na porta de saída do clube, uma vez que não regista nenhum minuto ao serviço das águias na presente temporada. Caio Lucas também tem um pé fora da Luz e Rafa Silva enfrenta uma lesão que o afastará dos relvados por muito tempo.

Anúncio Publicitário

Assim, torna-se necessário contratar mais uma opção válida para as laterais ofensivas dos encarnados. A solução, ao que parece, passa por Yony González, extremo de 25 anos que atua, atualmente, no Fluminense FC da Serie A brasileira.

Yony González não acertou renovação com o Fluminense FC e será um jogador livre
Fonte: Fluminense FC

Speedy González, como é apelidado, é um extremo colombiano que já está referenciado pelos olheiros do Benfica há algum tempo. Dono de um drible veloz, são as suas rápidas mudanças de direção e de desequilíbrio que o diferenciam. O colombiano aparece facilmente em zonas de finalização e tem faro de golo.

Ao serviço do Fluminense, Yony tem-se vindo a destacar, embora a sua equipa esteja a ter uma má temporada. O extremo marcou por sete ocasiões no Campeonato Carioca, por uma vez na Copa do Brasil, por três na Copa Sudamericana e por cinco no Brasileirão. Em 58 jogos já marcou por 16 vezes.

Mas nem só de estatísticas se faz este jogador. A sua polivalência é outro dos seus pontos fortes, uma vez que pode atuar tanto na extrema direita, extrema esquerda, e até no meio.

Ainda que não haja qualquer transferência oficial, o Fluminense já confirmou que o Sport Lisboa e Benfica está em negociações com o jogador. Como Yony González está em final de contrato com o Fluminense (termina o vínculo a 31 de dezembro de 2019), e, sem que o clube carioca tenha convencido o jogador a renovar contrato, o clube não tem uma palavra a dizer neste negócio.

Em cima da mesa estão, além de um prémio de assinatura que rondará os dois milhões de euros, um salário de cerca de 700 mil euros anuais por um contrato de longa duração.

Ainda que não chegue aos encarnados para se tornar titular absoluto, pelo menos no imediato, o colombiano de 25 anos torna-se noutra solução para Bruno Lage.

Yony seria, assim, um jogador a sair do banco e capaz de utilizar as suas capacidades para resolver jogos. O negócio deverá ser oficializado brevemente, no entanto as entradas e/ou saídas no plantel encarnado não deverão ficar por aqui.

Foto de capa: Fluminense FC

Artigo revisto por Joana Mendes

Comentários