lanternavermelha

O Benfica está bem, os jogadores estão bem, os adeptos estão bem e até o senhor Jorge está bem. Parece fantástico.

Há jogadores que se destacam mais do que outros? Sim, há. Mas a loucura leva a que se atribua mérito a um ou outro jogador, o que para mim é errado. Muitos falam agora de Markovic. É fácil. Markovic é provavelmente a maior promessa do Benfica, é um jogador dotado de uma técnica tremenda, capaz de momentos únicos como o que vimos na última partida, dotado de uma velocidade estonteante e com um poder de decisão muito bom tendo em conta a sua idade. É verdade. Faz qualquer adepto vibrar. Quem gosta de futebol gosta de magia, quem gosta de magia…tem de gostar de Markovic. Mas se gostam tanto do menino, não lhe coloquem toda essa pressão. Primeiro porque é mau para o jogador, em segundo lugar porque é injusto para a equipa. Muito injusto.

O Benfica actualmente vive, felizmente, pelo todo. E isso é o que merece destaque. Temos um guarda-redes seguríssimo, uma dupla de centrais de nível europeu – sim, de nível europeu – alas fantásticos e um avançado que no futebol nacional não tem par. Temos suplentes de grande nível e uma aposta que parece começar a surgir na formação. Isto agrada-me muito, deixa-me francamente feliz e neste momento não há equipa com o plantel do nível do nosso em Portugal. Neste momento não há nenhuma equipa nacional que esteja em quatro frentes a praticar um futebol convincente. Neste momento não há nenhuma equipa a praticar o nosso futebol.

Toda a conjuntura actual faz-me acreditar neste Benfica, faz-me viver este momento com alegria, mas faz-me também respirar fundo. É que eu já vi este filme. Eu já vi uma equipa com um plantel fantástico fazer uma época fantástica, ser de longe a melhor equipa no futebol nacional e no final…nada. Nem uma conquista só para ‘inglês ver’. Zero.

Anúncio Publicitário

Se acho que nós, encarnados, estamos bem encaminhados para vencer títulos esta temporada? Sim, acho. É impossível dizer que não se pensa em conquistas, quanto mais não seja pela sede que temos de vencer, pela espera, pela ânsia de glória novamente. Portanto, sim, penso nisso; sim, quero isso, nós queremos isso. Mas calma. Não vale a pena entrar em euforias antecipadas, não faz sentido e não é, de todo, justificável. Tudo a seu tempo.

É tempo de apoiar a equipa como um todo, apoiar o treinador – quer se goste ou não dele -, tempo de marcar presença nos estádios, de acompanhar a equipa, de acompanhar o clube como um todo. É tempo de ter calma.

Acima de tudo, é tempo de ter tudo a saltar, tudo a saltar, festejar cada vitória, sentir alegria e orgulho pela presente época… mas manter a calma.

P.S. – Senhor Coluna, Rei Eusébio, quando for – porque há-de ser, mais tarde ou mais cedo – será por vocês. Obrigado por toda a história que deram ao meu clube.