No passado dia 19 de Maio, o Sport Lisboa e Benfica oficializou a contratação de Tyronne Ebuehi, lateral-direito nigeriano, de 22 anos, vindo dos holandeses do HF ADO Den Haag.

Ebuehi fez a sua formação na Holanda, sendo que foi precisamente no Den Haag que se estreou como profissional e se deu a conhecer como um dos mais prometedores jovens a actuar no país das túlipas. O departamento de scouting do SL Benfica esteve atento às prestações do nigeriano e, como tem sido costume, decidiu, assim, assegurar os serviços de mais uma promessa.

Mas, afinal de contas, o que define este nosso reforço enquanto jogador? Ebuehi é, declaradamente, um lateral de propensão atacante. Participador no processo ofensivo, dá bastante profundidade ao corredor lateral direito, fazendo uso da sua velocidade e técnica. Por vezes, parece uma autêntica locomotiva, pela forma como sobe no terreno com a bola controlada e vai deixando os adversários para trás.

Ainda assim, terá de melhorar a sua tomada de decisão no último terço, de forma a poder tornar-se mais influente. Relativamente ao processo defensivo, é precisamente aqui que terá de trabalhar mais para evoluir, pois ainda se notam algumas lacunas no que diz respeito à questão dos posicionamentos – tanto dos apoios (ou seja, a posição dos pés), como no momento em que a bola se encontra do lado contrário e ele é chamado a fechar por dentro –, o que faz com que se vão causando alguns desequilíbrios defensivos do seu lado.

Anúncio Publicitário

Adicionalmente, a forma mais eficaz que muitas vezes encontra para resolver alguns lances mais complicados é fazendo uso da sua capacidade física, o que indicia que necessitará de algum trabalho a nível táctico.

Tyronne Ebuehi é um defesa-lateral de grande balanceamento ofensivo
Fonte: HF ADO Den Haag

Estas características tão ofensivas de Ebuehi devem-se ao facto de este ter feito praticamente todo o seu percurso nas camadas jovens como extremo. Apenas na parte final da formação é que começou a ser adaptado à posição de lateral-direito, o que pode explicar algumas das suas debilidades defensivas. Numa entrevista à ACLSports, quando confrontado sobre se sempre quis ser lateral, o jovem nigeriano respondeu que não, mas que, se pudesse hoje escolher a posição para jogar, iria preferir a de lateral, pois é onde vê que tem mais possibilidade de evoluir como jogador num todo. Um óptimo sinal, uma vez que mostra determinação e capacidade de trabalho!

Tendo em conta o perfil de Ebuehi, este poderá oferecer coisas que André Almeida não oferece, apesar de não ser um jogador tão seguro defensivamente. No entanto, terá todas as condições para evoluir os seus aspectos tácticos, à imagem do que aconteceu, por exemplo, com Nélson Semedo. Aliás, vejo em Ebuehi muito do internacional português e a influência que as características do actual jogador do FC Barcelona tinham no jogo do SL Benfica poderá agora voltar a ser vista, por intermédio do nigeriano.

Em termos de enquadramento na equipa principal, muito francamente acredito que poderá vir a ser o dono da lateral-direita em 2018/2019. Com a sua capacidade desequilibradora, antevejo uma ala direita demolidora; à imagem do que vimos esta temporada com a tríade Grimaldo-Zivkovic-Cervi, estão reunidas todas as condições para, na próxima temporada, termos uma segunda tríade com Ebuehi-Krovinovic-Rafa.

Foto de Capa: SL Benfica

Artigo revisto por: Beatriz Silva