Anúncio Publicitário

O SL Benfica prepara-se para regressar à maior competição sub-19 da Europa. Nos quartos de final da UEFA Youth League, a equipa de Luís Castro vai encontrar o GNK Dinamo Zagreb, num jogo a realizar em Nyon, na Suíça.

Antes da paragem devido à pandemia de covid-19, o Benfica tinha garantido a qualificação para esta fase com uma vitória ao Liverpool, por 4-1. Curiosamente, todos os golos foram marcados por jogadores que já realizaram minutos pela equipa principal dos “encarnados” (Gonçalo Ramos, Nuno Tavares e Tiago Dantas).

Anúncio Publicitário

De recordar que a equipa sub-19 do Benfica esteve incluída num grupo com os mesmos adversários da Liga dos Campeões (Lyon, RB Leipzig e FC Zenit) e cilindrou esses mesmos clubes, finalizando o grupo G com cinco vitórias, uma derrota e 17 golos marcados. A única derrota aconteceu no Seixal frente ao Lyon, na terceira jornada.

Tiago Dantas é o melhor marcador do Benfica na competição a par de Gonçalo Ramos, tendo ambos quatro golos e duas assistências
Fonte: SL Benfica

Do outro lado encontra-se o atual campeão croata, o Dínamo Zagreb. Ainda que muitos possam pensar que é um adversário fácil para as “águias”, o emblema croata tem uma das melhores academias de futebol da Europa, de onde saíram jogadores como Luka Modric, Mateo Kovacic e Marko Pjaca. Mais, o clube tem uma política de “pescar” jogadores de baixo custo, desenvolvê-los na principal equipa e vender por um preço bastante superior, como é o caso de Dani Olmo, Marko Rog, Corluka e Brekalo.

No caminho até aos quartos de final, o campeão croata eliminou o Dínamo Kiev nos dezasseis avos de final e o gigante Bayern de Munique nos oitavos de final. Além disto, os “croatas” estiveram colocados no grupo C junto da Atalanta, Manchester City FC e FK Shakhtar. Frente a estas equipas, o Dinamo Zagreb ganhou quatro pontos aos ex-campeões ingleses e quatro aos campeões ucranianos. Melhor que a prestação do emblema croata só a Atalanta, sensação da Liga dos Campeões.

Frente a frente vão encontrar-se duas equipas que assentam o seu modelo de jogo num 4-3-3, ainda que o sistema preferível dos “croatas” seja o 4-1-4-1, onde as principais referências da equipa encontram-se no eixo da defesa: Sutalo e Gvardiol. Do lado “encarnado” encontra-se uma equipa com vários jogadores que já passaram na equipa sénior do Benfica. Assim, é muito provável que as “águias” entrem em campo com: Kokubo, Tomás Tavares, Morato, Pedro Álvaro, Nuno Tavares, Paulo Bernardo, Martim Neto, Ronaldo Camará, Tiago Dantas, Tiago Gouveia e Gonçalo Ramos. Além destes onze jogadores, o treinador português ainda pode contar com o talento de Tiago Araújo, Sarmiento e Henrique Araújo.

O Benfica e o Dinamo Zagreb sabem que quem passar esta eliminatória até às meias finais vai encontrar o vencedor do jogo entre AFC Ajax e FC Midtjylland.

Anúncio Publicitário