sl benfica cabeçalho 1

Chegou rotulado de craque e como (suposto) substituto de Renato Sanches no Benfica. Porém, tem sentido dificuldades em afirmar-se. Danilo Barbosa é hoje, um jogador diferente daquele que surgiu no Braga. No Valencia ganhou ainda mais robustez física e cresceu a nível técnico-táctico. Se há um ou dois anos atrás, Danilo era visto por todos como um pivôt defensivo, mas com qualidade de jogo; hoje, o mundo do futebol vê em Danilo um box-to-box. Um jogador capaz de ser um organizador e, ao mesmo tempo, um canalizador de jogo ofensivo. Aquilo que Renato era. Danilo, a meu ver, tem todas as condições para ser esse jogador.

Quando o puto maravilha Renato saiu no Verão, era certo: a sua substituição seria uma das principais dores de cabeça para a nova temporada. Rui Vitória pensou em Celis – entretanto o colombiano foi recuando no campo – e tem apostado mais efectivamente em André Horta, mas, o menino querido do terceiro anel, que tem crescido a todos os níveis, falta-lhe ainda a tal resistência física. As suas características são outras.

Danilo é reforço do SL Benfica para esta época Fonte: SL Benfica
Danilo é reforço do SL Benfica para esta época
Fonte: SL Benfica

Danilo tem hoje um “património futebolístico” que lhe permite sonhar e, mais do que isso, proclamar a sua titularidade. Em Valencia, o cérebro – as boas ideias, qualidade de passe e inteligência na construção – foi acompanhado por um fortalecimento físico. Nesse ganho de “cabedal” físico entram elementos como a resistência, a velocidade e a força. Mas, não há força sem táctica nem técnica. E Danilo, no seu processo de amadurecimento futebolístico, soube adaptar essa robustez física ao seu talento nato e…boas ideias. Sempre com o rigor táctico presente. Afinal estamos a falar da Liga Espanhola…

Para os benfiquistas a ausência de Danilo tem sido um pouco inexplicável. Não só pela qualidade do jogador, mas pelos contributos que ele pode dar à equipa. André Horta deve continuar a oferecer o seu contributo, mas o Benfica precisa de Danilo no seu meio-campo. Rui Vitória, que soube interpretar o problema do meio-campo na época passada – aparecimento de Renato e desvio de Pizzi para a faixa -, e que tem agora Danilo nas condições físicas mínimas, saberá tomar a melhor decisão. É tudo uma questão de lógica.

Foto de capa: SL Benfica

Comentários