Domingo, 15 de abril de 2018. Mais de 63 mil espectadores enchiam bancadas da Luz para o jogo contra o FC Porto. Os dragões chegavam a este jogo com menos um ponto do que as águias, sendo que restavam apenas quatro jornadas para o fim do campeonato.

O jogo começou bem para os comandados de Rui Vitória, com Pizzi a abrir o marcador logo aos dez minutos de jogo. O médio português disparou um remate potente ao ângulo inferior direito da baliza de Iker Casillas, materializando o bom arranque dos encarnados na partida.

No entanto, a resposta azul e branca não tardou em chegar e, aos 35 minutos de jogo, Hector Herrera, através de um remate potente ao ângulo superior esquerdo das redes de Bruno Varela, repôs a igualdade no marcador. O resultado manteve-se inalterado até ao final dos primeiros 45 minutos da partida.

No segundo tempo, os homens de Sérgio Conceição entraram mais fortes, mas foi o Benfica a colocar-se, novamente, na frente do marcador. Após uma recuperação de bola de Ljubomir Fejsa, Rafa lançou um contra ataque fulminante pela ala esquerda encarnada, assistindo Raúl Jiménez, que, aos 60 minutos, fez o segundo golo dos encarnados na partida.

Anúncio Publicitário
Bruno Varela segurou os três pontos perante o assédio portista na segunda parte
Fonte: SL Benfica

Os restantes 30 minutos foram de assédio total à baliza de Bruno Varela. Os dragões estavam instalados no meio campo defensivo dos encarnados, anulando qualquer tentativa de contra ataque por parte dos homens da casa. No entanto, o guardião português mostrou estar à altura do desafio, tendo segurado os três pontos.

Os homens de Rui Vitória davam, assim, um passo enorme rumo à conquista do título. Ao alargar a vantagem de um para quatro pontos, os encarnados ganhavam agora uma almofada pontual mais confortável, que permitia enfrentar as jornadas restantes com mais tranquilidade. A “águia” voava, agora, rumo ao inédito pentacampeonato e, excetuando um pequeno deslize frente ao Sporting CP – Benfica empatou 0-0 em Alvalade -, manteve a senda de vitórias até ao final do campeonato.

Foto de capa: SL Benfica

Artigo revisto por Inês Vieira Brandão