Vangelis Pavlidis: Sucesso ou tragédia grega?

    Benfica

    Pavlidis assinou contrato com as águias até 2029 e espera ser uma mais-valia para Roger Schmidt.

    “Viram-se gregos para marcar”. Seria este o título de um filme sobre o ataque do Benfica da época passada, e os atores principais podiam muito bem ser Petar Musa, Arthur Cabral, Casper Tengstedt e Marcos Leonardo. Os quatro avançados juntos marcaram apenas 28 golos, muito pouco para um clube da dimensão dos encarnados.

    Com a contratação de Vangelis Pavlidis, abre-se novamente uma janela de esperança no setor atacante das águias. Resta agora saber se esse filme terá uma sequela com o mesmo desfecho, ou se irá ser mesmo um grego a vestir a pele de herói e salvar a honra do convento da Luz.

    “O Benfica é o Benfica! Se o Benfica te chama, não podes dizer que não.” Foi desta forma que Vangelis Pavlidis se apresentou aos adeptos como o novo reforço encarnado para a época 2024/2025. O avançado de 25 anos chegou a Lisboa com a promessa de fazer golos, mas mais que isso, quer dar uma nova vida ao ataque, que tem andado com a torneira a meio gás desde que Gonçalo Ramos “fugiu” para terras gaulesas.

    Os erros de casting no Benfica têm-se acumulado nos últimos anos, e não se cinge só à linha mais ofensiva. É notório que algo está a falhar no departamento de scouting e é preciso um critério mais minucioso na observação de jogadores. Esta contratação de Pavlidis vem na linha do que aconteceu com a vinda de Arthur Cabral para a Luz, um avançado já com créditos firmados na Europa e com golos para amostra.

    No entanto, esperava-se mais do atleta brasileiro, e agora cabe ao ponta de lança grego mudar o paradigma no que diz respeito a contratações falhadas pelo clube presidido por Rui Costa.

    Pavlidis foi contratado ao AZ Alkmaar por 18 milhões de euros, mais dois em objetivos, e tem contrato com o Benfica até 2029. Na formação neerlandesa, onde esteve três temporadas, marcou 80 golos, o que dá uma média interessante de 26,6 tentos por época.

    São números que, apesar de não serem estratosféricos, deixam água na boca aos benfiquistas, que sonham em voltar a ter um goleador na equipa. O internacional helénico já experimentou várias posições no ataque, mas é a ponta de lança que se sente como um peixe na água.

    Ao dar uma vista de olhos por alguns vídeos que circulam na internet, dá para perceber isso mesmo, ao revelar uma boa presença dentro da grande área, onde parece estar sempre no sítio certo à hora certa. Joga bem com os dois pés e mostra ser muito decidido na hora de atirar à baliza.

    O que importa agora perceber é se Pavlidis vai ter lugar garantido no onze de Roger Schmidt. Arthur Cabral e Casper Tengstedt podem estar de saída, e o único com a certeza de que irá continuar de águia ao peito é Marcos Leonardo.

    Com tantas indefinições típicas da pré-época, esta contratação é uma aposta forte de Rui Costa para a nova temporada, da qual se espera o retomar da conquista de títulos. Os encarnados vão realizar o primeiro jogo de preparação no próximo dia 12 de julho, frente ao Farense, e em princípio iremos ter as primeiras impressões daquilo que o grego pode ser capaz de fazer.

    No entanto, vai ser ainda muito cedo para tirar conclusões, e o verdadeiro Pavlidis só irá mostrar tudo o que sabe quando começarem os compromissos a sério. Será o tempo a dizer se foi desta que o Benfica acertou, finalmente, num verdadeiro matador, ou se iremos ter uma tragédia grega lá para os lados da Luz.

    - Advertisement -

    Subscreve!

    PUB

    spot_img

    Artigos Populares

    Rui Alves Maria
    Rui Alves Mariahttp://www.bolanarede.pt
    O Rui é natural de Tavira. Desde 2003 que a sua residência é em Odivelas e com essa deslocação teve a oportunidade de frequentar e concluir um Curso Profissional de Técnicas Jornalísticas. O jornalismo foi sempre a sua paixão desde muito cedo e o seu gosto pela escrita foi acompanhando essa mesma paixão. No entanto, é no jornalismo desportivo que se sente mais à vontade para desenvolver todas as suas capacidades.