cabeçalho benfica

Com a passagem da fase de grupos na Liga dos Campeões já assegurada na penúltima jornada, o Benfica, apesar da derrota em casa perante o Atlético de Madrid, conseguiu realizar um bom encaixe financeiro.

Numa época que pode ser apelidada de “época de transição”, todo o dinheiro que entrar nos cofres da Luz vai dar uma grande ajuda para a construção de uma equipa forte e, acima de tudo, ganhadora.

Apesar desta mudança de paradigma, por parte de Luís Filipe Vieira, ou seja, no alívio financeiro do clube encarnado, o presidente das águias tem realizado um grande trabalho. Mesmo sendo alvo de grandes críticas por parte dos adeptos, e não só, críticas essas que parecem que em nada abalaram a ideia que este tenta pôr em prática a todo o custo.

Mesmo tendo sido a equipa entre os “três grandes” que menos investiu, o certo é que o Benfica foi a equipa que mais lucro teve neste trimestre.

Com o encaixe financeiro da Liga dos Campeões e o negócio realizado com a NOS, o Benfica consegue mais solidez económica, solidez esta que agora pode ser utilizada para adquirir reforços em janeiro. É urgente reforçar algumas partes do terreno, como por exemplo o lado esquerdo da defesa.

Nico até 2019 Fonte: Benfica
Nico Gaitán renovou até 2019
Fonte: Sport Lisboa e Benfica

Apesar de a turma encarnada possuir algumas soluções de qualidade na equipa B, é urgente contratar jogadores com experiência, jogadores que, além de acrescentarem qualidade ao plantel, acrescentem sabedoria que deve ser transmitida para os miúdos em que Rui Vitória aposta.

Como disse em textos anteriores, miúdos não ganham títulos, daí a necessidade de termos alguém no plantel que tenha “calo”, alguém que transmita garra e alguém que venha dar mais solidez a este grupo. Em suma, jogadores mais velhos e sabidos.

Outra grande vitória de Vieira esta época foi a renovação do contrato de Gaitán e o aumento da sua cláusula de rescisão, o mesmo que aconteceu com Nélson Semedo e Renato Sanches.

Com estes negócios, Vieira mostra que é o melhor presidente a nível desportivo em Portugal. Mostrando uma frieza enorme na forma como negoceia, o presidente encarnado dá mostras de que o Benfica, apesar de não estar a realizar uma época como as dos últimos anos, vai continuar a ser uma equipa competitiva e ganhadora, tanto a nível interno como a nível externo.

Apesar de não concordar com muitas das decisões tomadas nos últimos tempos, o certo é que Vieira mostra qualidade na forma como norteia o Benfica, o que deixa os benfiquistas com esperança em relação ao futuro, futuro este que se espera que seja ganhador e hegemónico.

Foto de Capa: Sport Lisboa e Benfica

Comentários