O SL Benfica confirmou, com a vitória na Supertaça Cândido de Oliveira, que a máquina está afinada. Os bons resultados obtidos na pré-época, inclusive a vitória na International Champions Cup, são um bom presságio para a temporada que agora se inicia.

Desde o desaire em casa, frente ao RSC Anderlecht, no jogo de apresentação, a turma de Bruno Lage só conhece o sabor da vitória. E que bem que joga este Benfica!

O primeiro jogo contra a equipa belga fez soar os alarmes na Luz. Os encarnados tiveram uma apresentação desastrosa em que pecaram não só na construção de jogo, mas também na finalização.

Contudo, o melhor estaria para vir e, entre amigáveis e jogos de preparação, a qualidade do plantel começou a ser visível.

A Académica OAF foi o “bode expiatório” para a reconciliação da equipa com os adeptos. As águias levaram de vencidos os “estudantes” por um resultado que enchia a vista: 8-0. Uns atribuíram o mérito à sorte, outros viam um Benfica em crescendo.

A verdade é que o glorioso rumou a terras do tio Sam para disputar a International Champions Cup (ICC) e nessa competição tinham como adversários o Chivas, a ACF Fiorentina e o AC Milan.

O primeiro jogo frente ao Chivas Guadalajara só veio comprovar a veia goleadora dos encarnados demonstrada em Coimbra. Nessa partida, o Benfica venceu por 3-0 um adversário em teoria mais fraco, o que não servia para calar os críticos.

A segunda jornada da ICC colocou a Fiorentina em rota de colisão com os encarnados. O encontro foi muito equilibrado, mas já se notava o entrosamento entre os jogadores e, numa bela jogada de entendimento coletivo, Caio Lucas fez o 2-1 a favor do Benfica já depois do minuto 90.

Em dois jogos da International Champions Cup, o SLB somava seis pontos. Começava-se, então, a pensar que o “caneco dos campeões” poderia vir para Lisboa pela primeira vez. Uma vitória frente ao Milan era o suficiente.

O dia chegou! SL Benfica e AC Milan entravam em campo para a última jornada da competição de pré-época. Taarabt marcou o único golo do encontro, ao passar do minuto 70, num lance em que o marroquino foi feliz. A bola tocou caprichosamente no defesa da equipa italiana e traiu o guarda redes.

Adel Taarabt foi o herói do jogo e ajudou o SL Benfica a conquistar a International Champions Cup
Fonte: SL Benfica

Ainda que o principal objetivo não fosse vencer a competição, mas sim testar o plantel para a nova temporada, o Benfica teve um registo impecável e acabou mesmo por vencer a prova. Pela primeira vez, uma equipa portuguesa foi campeã da International Champions Cup.

O SL Benfica voltou a Portugal para preparar o jogo da Supertaça com o Sporting CP e já havia convencido os seus adeptos com os bons resultados obtidos. Ainda assim, o jogo era de máxima importância e não havia margem para erros.

Águias e leões entraram em campo com um único objetivo: ganhar o primeiro troféu da temporada.

Sem misericórdia alguma (e bem), os encarnados provaram, de uma vez por todas, aquilo que este plantel é capaz. Foram cinco os tentos marcados pelas águias sem resposta por parte dos leões. Uma goleada à antiga, que enxovalhou, por completo, a equipa verde e branca.

O SL Benfica abriu oficialmente a temporada com a conquista de um troféu contra um rival direto e para mais, com um resultado abismal.

A Supertaça foi o primeiro de muitos troféus que os encarnados podem vencer esta temporada e esperemos que seja uma época de sonho. Uma época para a história.

Com todos estes meses de preparação, entre a vitória na International Champions Cup e na Supertaça, será este Benfica capaz de revalidar o título de campeão nacional? SIM, com toda a convicção…  A Liga Portuguesa arranca esta semana e o SLB é um sério candidato ao título de campeão nacional, por toda a qualidade que tem vindo a apresentar. Ah, e também por ser o SL Benfica.

Foto de Capa: SL Benfica

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários