sl benfica cabeçalho 1Apesar de estarmos em primeiro lugar do campeonato Português, nem tudo corre bem para os lados do Estádio da Luz. É evidente que este ano temos um plantel mais completo do que na época passada e conseguimos ter mais soluções, sendo estas alternativas jogadores com bastante qualidade. Mesmo com este aumento de opções, o plantel encarnado encontra-se algo desfalcado neste momento. Todos sabemos que a turma de Rui Vitória foi assolada por uma onda de lesões, sendo o mais recente “cliente” do departamento médico do Benfica o lateral Espanhol, Álex Grimaldo, jogador que tem estado em destaque nestas primeiras jornadas da 1ª Liga Portuguesa.

Olhamos para o Benfica e vemos uma equipa que tem de suar para vencer algumas das partidas que poderíamos considerar mais fracas e isso deve-se muito à falta de uma frente atacante mais experiente, de um atacante com  faro de golo. Nota-se a falta de Jonas. Com Mitroglou já recuperado e com um meio-campo a ganhar cada vez mais ritmo, notamos que faz falta um elo de ligação entre o meio campo e o ataque, necessitamos de um jogador que trabalhe e abra espaços e acima de tudo que tenha aquela fome de golo a que Jonas nos tem habituado.

O “Pistolas” é um elemento importantíssimo na manobra ofensiva dos encarnados Fonte: SL Benfica
O “Pistolas” é um elemento importantíssimo na manobra ofensiva dos encarnados
Fonte: SL Benfica

Relembro que o brasileiro foi uma peça fundamental no Benfica nas últimas duas épocas resolvendo bastantes jogos, tanto na era Jorge Jesus como na era Rui Vitória. Com um grande poder de finalização quer com os pés, quer com a cabeça, o número dez encarnado faz falta a este plantel.

Notemos que mesmo ocupando o primeiro lugar do campeonato português, o Sport Lisboa e Benfica ainda não enfrentou “grandes” adversários, tendo sido o seu oponente mais forte o Sporting de Braga. Contra os adversários mais complicados deste campeonato é imperioso termos o nosso plantel a 100%, temos de ter Jonas. Com o canarinho no onze as coisas são mais fáceis, o trabalho do meio campo é facilitado e a equipa ganha outra dinâmica e os golos surgem mais facilmente.

Contra as equipas mais “fechadas” Jonas é exímio a desmontar essas defesas e a desequilibrar, abrindo assim o caminho para a baliza. Apesar da sua idade, a presença do dez das águias é importantíssima, pois como já referi em textos anteriores, apesar de a equipa orientada por Rui Vitória ter muita juventude e qualidade, faz falta experiência, faz falta um jogador que “segure” o jogo e que faça a diferença e Jonas é esse jogador por isso, Jonas, volta rápido!

Comentários