A situação frágil do SC Braga suscita reflexões por parte dos adeptos e amantes de futebol. Como é possível uma equipa com o calibre que a equipa bracarense se tem apresentado nos anos anteriores, apenas possua 12 pontos em 10 jogos disputados na Liga Portuguesa? Até ao presente, vimos excelentes exibições do clube minhoto, nomeadamente na Liga Europa, onde os guerreiros se apresentam como favoritos a passar à próxima fase com sete pontos em três jogos – com uma vitória na Turquia contra o Besiktas, um empate caseiro contra o Slovan Bratislava e uma vitória na Inglaterra contra o Wolves.

No panorama geral era de esperar algo mais de uma equipa que arranca com estes resultados e é extremamente cobiçada por ocupar bons lugares na tabela classificativa. É neste momento que o trabalho de Sá Pinto enquanto técnico da equipa é posto em causa, tanto pelos adeptos insatisfeitos perante estes resultados como pelo próprio presidente do clube, António Salvador.

Anúncio Publicitário

QUE RESULTADO TERÁ O SC BRAGA NESTA JORNADA DA LIGA EUROPA? APOSTA JÁ NAS EQUIPAS PORTUGUESAS NA BET.PT

Existe um sentido de responsabilidade quando se assume o compromisso de treinar uma equipa onde todos os jogos são decisivos para conseguirem obter um lugar cimeiro, ao contrário do que se verifica visto que a equipa se encontra em décimo lugar. Perante a situação, Sá Pinto demonstrou-se apto para falar sobre o mau momento que a equipa atravessa e assume total responsabilidade nos resultados que a equipa tem obtido, concordando com a insatisfação dos adeptos mas sublinhando que nenhum dos outros rivais diretos se encontra nas restantes competições com os resultados que o SC Braga oferece.

Sá Pinto foi o substituto escolhido após a saída do técnico Abel Ferreira, que deixou o clube minhoto para rumar até ao PAOK, na Grécia.
Fonte: SC Braga

“Gosto muito de estar cá até ao dia em que me quiserem.” No entanto, será que existe só uma necessidade de rever todo o trabalho do técnico português e efetuar ligeiras mudanças ou será necessário uma mudança radical de treinador, visto que o domínio que os minhotos estão a obter na Europa está a sacrificar a equipa a nível nacional e até quando será a prevalência dos Guerreiros do Minho na Liga Europa? Valerá a pena sacrificar?

Saudade, uma palavra típicamente portuguesa que uso para descrever o SC Braga da época passada, contra quem se sentia o gosto de jogar e onde, atualmente, se sente o desejo de mudança. O líder isolado do Grupo K da UEFA Europa League recebe o Besiktas JK, jogo relativo à quarta jornada, e a equipa ambiciona (naturalmente) dar continuidade ao natural ciclo de vitórias registado. A nível nacional, desloca-se a Guimarães para disputar o jogo contra o rival direto, Vitória SC, onde «O Dérbi» de Portugal irá acontecer na cidade berço.

Foto de Capa: UEFA Europe League

Artigo revisto por Diogo Teixeira