Anúncio Publicitário

Cabeçalho Futebol NacionalO Portimonense tem sido uma das equipas da nossa liga que mais atenção e interesse tem despertado entre os adeptos e a imprensa desportiva, mas será que todo este foco colocado na equipa algarvia será justificado pelos resultados e exibições que tem tido? Eu diria que não, este foco poderá até ser “incomodativo” para uma equipa pouco habituada a ser tão falada na agenda mediática.

Depois de uma campanha na Segunda Liga algo “estranha”, uma vantagem enorme conquistada na primeira volta permitiu ao Portimonense relaxar na segunda o que trouxe imensos resultados negativos fruto desse relaxamento ,  ainda assim o Portimonense conseguiu conquistar o campeonato da Segunda Liga e sagrar-se campeão, o plantel da equipa algarvia era já totalmente deslocado da realidade em que coabitava, a qualidade era claramente qualidade de equipa de primeira liga e o investimento diga-se que também. O Portimonense depois de se ter tornado numa SAD, presidida por Rodiney Sampaio , passou a ter outro tipo de abordagem ao mercado e a conseguir outro tipo de jogadores que até então não conseguia, foi definitivamente uma mudança no tipo de investimento do clube algarvio, claramente para subir de divisão e depois conseguir atingir outros patamares.

Chegados à Primeira Liga, a equipa do Portimonense desde logo que chamou à atenção pelo facto de o treinador Vítor Oliveira ter optado, desta vez, por manter-se no cargo após a subida de divisão. A equipa de Portimão conseguiu segurar um dos seus melhores jogadores no plantel, falo claro de Paulinho, e ainda acrescentou ás suas fileiras jogadores como Nakajima, internacional olímpico do Japão e o experiente Rúben Fernandes.

Anúncio Publicitário

As expectativas, pelo menos no meu caso, eram por isso elevadas, o Portimonense era claramente uma equipa que vinha quebrar o paradigma da típica equipa que sobe de divisão e que tem sempre muita dificuldade em adaptar-se à Primeira Liga, a equipa algarvia tem qualidade, tem talento, tem experiência… Tudo fatores que apontam para um plantel “perfeito” para a realidade de uma equipa que subiu.

As exibições individuais de Nakajima têm “desviado” o foco sob os maus resultados do Portimonense Fonte: Ana Borralho
As exibições individuais de Nakajima têm “desviado” o foco sob os maus resultados do Portimonense
Fonte: Ana Borralho

A verdade é que devo confessar-me algo desiludido com a consistência exibicional demonstrada por este Portimonense, sem dúvida que grandes valores individuais se estão a sobressair, o jogador japonês Nakajima logo à cabeça, mas olhando para o coletivo e para os resultados práticos o Portimonense tem deixado algo a desejar na sua qualidade de jogo. A equipa até começou bem com uma vitória em casa frente ao Boavista, mas depois seguiram-se quatro derrotas seguidas frente ao Braga, Rio Ave, Benfica e Marítimo, a equipa voltou a “respirar” quando venceu em casa o Feirense por 2-1 , mas rapidamente voltaria à sua característica inconsistência revelada nesta época ao conceder um empate em casa frente ao outro recém-promovido, Desportivo das Aves.

Anúncio Publicitário