SC Braga B 0-2 CD Santa Clara: Rashidependência

    Cabeçalho modalidades

    Um dos grandes benefícios de assistir a jogos de futebol sem milhares nas bancadas é que se consegue ouvir o que se passa em campo. Desde as reprimendas do árbitro às queixas exageradas de quem sofre falta e, acima de tudo, as indicações que treinadores e jogadores vão gritando durante o jogo. E houve nesta quente manhã de sábado um nome que ficou bem gasto: Rashid.

    Se alguém estivesse com intenções de contar quantas vezes os colegas gritaram pelo iraniano o melhor era deixar-se disso, pois não tardaria a perder a conta. Este é o sintoma claro da dependência da equipa açoriano no seu médio centro. Rashid é o cérebro da equipa, sempre no centro do jogo do Santa Clara e com uma qualidade de passe a justificar o rótulo de estrela da companhia.

    O Braga B até entrou melhor, mas com um Thiago Santana irrequieto lá na frente o Santa Clara criava tanto perigo como os da casa. E, calmamente, Rashid foi crescendo no jogo, de início discreto, talvez acordado pelos incessantes chamamentos dos colegas, ia aparecendo a espaços e, com ele, crescia proporcionalmente todo o conjunto açoriano.

     

    O forte calor que se fazia sentir obrigou a paragens para os jogadores se hidratarem
    O forte calor que se fazia sentir obrigou a paragens para os jogadores se hidratarem

    Foi no início da segunda parte que tudo se decidiu, quando logo a abrir, aquele que foi talvez o melhor em campo no jogo de hoje, Thiago Santana, abriu o marcador. O Santa Clara, melhor estando por cima exerceu o seu domínio até o inevitável Rashid também inscrever o seu nome na ficha de jogo. A ganhar por dois, desceram as linhas e limitaram-se a controlar o resultado. Os de vermelho ainda criaram oportunidades mas nunca foram capazes de as transformar em golos e o Santa Clara com alguma tranquilidade chegou ao fim dos 90 minutos com os três pontos no bolso.

    Para as contas do campeonato, resta saber até que ponto não se fará sentir o desgaste de jogar a meio do dia num dia tão quente e que obrigou mesmo a duas paragens técnicas, uma em cada parte, para que os jogadores dos dois lados se pudessem hidratar.

    Nesta crónica, de muito mais se poderia falar, de como o lateral-direito do Braga B, Rui Silva, é um senhor jogador ou de como Serginho, o homem entre os postes do Santa Clara, é um verdadeiro líder dentro de campo, mas isso seria fugir à mais óbvia conclusão que este jogo nos dá, de que há uma equipa na Ledman LigaPro que joga bem à bola e tem futuro na luta pela subida e que o seu maior ponto forte é a sua dependência no homem que faz carburar tudo o resto, Rashid.

    - Advertisement -
    spot_img

    Subscreve!

    Artigos Populares

    Marchesín irá parar por largos meses devido a lesão

    Agustín Marchesín sofreu uma grave lesão, que o irá...

    Bielsa pediu salário astronómico para assumir seleção

    Marcelo Bielsa terá pedido um valor elevadíssimo de salário...

    As 5 principais transferências no Futebol Internacional

    Ao todo, na janela de transferências que agora encerrou,...

    João Cancelo foi tema na conferência de Guardiola

    João Cancelo abandonou o Manchester City neste mercado, rumando...

    Guarda-redes alemão que defrontou Sporting renova até 2026

    Kevin Trapp, guarda redes do Eintracht Frankfurt, renovou o...
    Bola na Rede