Anúncio Publicitário

O Rio Ave FC é um clube em crescendo no futebol português nesta década. Depois de duas décadas em que era um crónico candidato à manutenção, nos últimos anos tem-se afirmado como um clube da primeira metade da tabela que almeja os lugares de acesso às competições europeias.

Mais do que o estatuto, o clube vila-condense tem afirmado uma identidade, que se tem mostrado desde os tempos de Luís Castro, afirmando-se como um dos clubes que melhor trata a bola no nosso campeonato.

Anúncio Publicitário

Talvez por isso, a escolha do presidente do Rio Ave em José Gomes foi deveras surpreendente. O currículo do antigo adjunto de Jesualdo Ferreira está longe de ser o mais apetecível e a verdade é que esta aposta torceu o nariz a muita gente.

O clube contou com alguns reforços interessantes neste último defeso, tais como o jovem central Borevkovic, Afonso Figueiredo, o médio João Schmidt, ou os avançados Bruno Moreira, Wanderson Galeno e Carlos Vinícius. Apesar disso, alguns maus resultados na pré-temporada e a eliminação da Liga Europa pelo modesto Jagiellonia mostrou que a aposta em José Gomes tinha tudo para ser um grande erro de casting.

Wanderson Galeno tem sido a principal figura dos vilacondenses
Fonte: Rio Ave FC

No entanto, a equipa vila-condense não se foi abaixo e tem tido um arranque de campeonato à imagem das últimas épocas, com três vitórias, um empate e uma derrota, ocupando actualmente a quarta posição. A questão que aqui se coloca é se este bom arranque se deve principalmente ao dedo do treinador, ou às individualidades.

Um pormenor que eu acho muito interessante nesta equipa, é que dos 16 golos que o Rio Ave já marcou nesta época em jogos oficiais, apenas um deles não foi marcado por um avançado, sendo que seria marcado na cobrança de uma grande penalidade por parte de João Schmidt.

Toda esta situação dá a entender que a equipa vila-condense tem sido literalmente carregada às costas pela qualidade individual dos seus avançados, principalmente pelos golos e capacidade de desequilíbrio de Galeno e Gelson Dala. Mas no final de contas, a época ainda está no seu começo e ainda é cedo para tirar ilações.

Seja como for, a seu tempo, a resposta à questão que aqui coloquei será dada. E a verdade, é que caso se confirme aquilo que eu penso, é provável que José Gomes não complete a época.

Foto de Capa: Rio Ave FC

Anúncio Publicitário